Lavoura dos Açores expectante com declarações do comissário da Agricultura

Lavoura dos Açores expectante com declarações do comissário da Agricultura

 

Lusa/AO Online   Regional   9 de Jun de 2016, 17:55

O presidente da Federação Agrícola dos Açores disse hoje estar expectante com o surgimento de novas soluções financeiras para a fileira leiteira, hipótese admitida pelo comissário europeu da Agricultura.

 

“Em relação aos produtores, o comissário Phil Hogan mostrou uma grande sensibilização relativamente aos Açores, na sequência da crise do leite”, declarou Jorge Rita à agência Lusa.

O comissário europeu da Agricultura admitiu hoje que a União Europeia (UE) pode aprovar medidas adicionais para apoiar o setor do leite nos Açores, mas terão de ser avaliadas no âmbito dos recursos e da legislação existentes.

Phil Hogan, que falava aos jornalistas após brindar ao leite dos Açores no ‘stand' regional da Feira Nacional da Agricultura, em Santarém, salientou que já foram implementadas, desde setembro, 23 medidas para apoiar o setor dos laticínios e outros setores e que quaisquer apoios suplementares só serão decididos após o Conselho dos Ministros europeus da Agricultura, que vai acontecer ainda durante este mês.

Para o dirigente agrícola dos Açores, que está a participar no certame, o comissário europeu “considerou que se trata de uma situação que tem de ser olhada de forma diferente, salvaguardando que existe a possibilidade de haver ajudas financeiras”.

“Percebeu claramente que os que mais estão a sofrer em toda esta situação são os produtores e que não era isso que queria, tendo que estar do seu lado”, observou.

Os Açores representam 30% do leite produzido em todo o país, apesar de a região constituir apenas 2% do seu território, sendo a agricultura um dos maiores pilares da economia açoriana.

Jorge Rita manifestou esperança no surgimento de soluções para os produtores enfrentarem a crise no mercado do leite, visando melhorar o seu rendimento com apoios ou pela via da melhoria do preço do leite.

O líder da lavoura dos Açores, que considerou ser “imprescindível” o responsável pela pasta da Agricultura da Comissão Europeia visitar os Açores antes de 2017, realçou ainda que Phil Hogan declarou estar disposto, na perspetiva dos mercados, a “apoiar todas as empresas de exportação, incorporando as dos Açores”, quer a nível dos Estados Unidos, Canadá e Japão nas visitas que tem realizado para promover negócios.

“Se formos incorporar as ajudas da União Europeia a nível nacional e para outros Estados–membros estas serão residuais. A região tem que tem uma ajuda específica porque o impacto da crise do leite nos Açores não é o mesmo que no país, não havendo alternativas ao leite”, realçou Jorge Rita.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.