Israel nunca aceitará reconhecimento unilateral de um Estado palestiniano

Israel nunca aceitará reconhecimento unilateral de um Estado palestiniano

 

Lusa/AO online   Internacional   18 de Dez de 2014, 16:58

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, afirmou que Israel nunca aceitará o reconhecimento "unilateral" de um Estado palestiniano, depois da apresentação de um projeto de resolução palestiniano no Conselho de Segurança das Nações Unidas.

O presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmoud Abbas, “pensa que pode ameaçar-nos ao tomar medidas unilaterais. Engana-se e não compreende que o seu poder vai ser tomado na Cisjordânia pelo [movimento islamita palestiniano] Hamas como aconteceu em Gaza”, disse Netanyahu, num comunicado.

“Nunca vamos aceitar ordens unilaterais”, acrescentou o governante israelita.

Os palestinianos, exasperados por anos de discussões e de ausência de perspetivas para a criação de um Estado independente, apresentaram na quarta-feira no Conselho de Segurança da ONU um projeto de resolução que visa encontrar um acordo de paz global com Israel dentro de um período de 12 meses e a retirada israelita dos territórios ocupados antes do final de 2017.

Israel opõe-se categoricamente a este tipo de iniciativas. Para Telavive, qualquer acordo deve passar por negociações bilaterais e não por uma ação unilateral junto das Nações Unidas.

“Sem o acordo de Israel, nada poderá mudar”, declarou igualmente o chefe da diplomacia israelita, Avigdor Lieberman, num comunicado.

“O Conselho de Segurança da ONU fazia melhor tratar de questões que realmente importam para a segurança dos cidadãos do mundo em vez dos estratagemas palestinianos”, concluiu.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.