Israel acusa Hamas de quebrar cessar-fogo em Gaza após meia-hora

Israel acusa Hamas de quebrar cessar-fogo em Gaza após meia-hora

 

Lusa / AO online   Internacional   20 de Jul de 2014, 12:49

O exército israelita acusou hoje o Hamas de ter rompido o cessar-fogo acordado por razões humanitárias que estava em vigor até às 13:30 (hora de Lisboa) em Shejaiya, um bairro de Gaza.

 

"Uma vez mais, o Hamas rompeu um cessar-fogo. Isto foi negociado pelo Comité Internacional da Cruz Vermelha para uma pausa humanitária. Em consequência, o Tsahal [exército israelita] respondeu", anunciou o porta-voz do exército de Israrel, Peter Lerner, no Twitter.

Israel e o Hamas tinham acordado um cessar-fogo imediato de duas horas em Shejaiya, entre as 01:30 e as 03:30 (11:30 e as 13:00, em Lisboa), interrompendo um bombardeamento naquela zona, segundo fontes tanto do exército israelita como do Hamas.

No entanto, o exército de Israel garantiu nessa altura que "qualquer tentativa de explorar esta trégua vai ter resposta".

O cessar-fogo, que devia ter durado duas horas, acabou por vigorar apenas meia hora. As tréguas tinham sido convocadas para permitir a retirada das vítimas da ofensiva israelita a este bairro da Faixa de Gaza, que fez dezenas de mortos no domingo.

Desde o dia 08 de julho, quando começou esta ofensiva militar de Israel, foram mortos 410 palestinianos em Gaza, na sua maioria civis, anunciou hoje o chefe dos serviços de saúde locais, Youssef Abou Reesh.

Só no ataque a Shejaiya, foram mortas 50 pessoas, das quais 17 são crianças, 14 são mulheres e quatro são idosos, segundo o médico.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.