Red Bull Cliff Diving 2015

Ilhéu da Vila coloca à prova invencibilidade de Gary Hunt

Ilhéu da Vila coloca à prova invencibilidade de Gary Hunt

 

Nuno Martins Neves   Outras modalidades   14 de Jul de 2015, 16:43

27 metros de altitude e nada a não ser ar, entre o atleta e o mar. Três segundos é o tempo que demora o

E essas origens são os saltos diretamente da rocha vulcânica açoriana, na etapa que leva o Campeonato do Mundo até ao ilhéu de Vila Franca do Campo, uma das mais emblemáticas paragens do World Series.

Esta será a quarta edição, em que o monumento natural receberá os ‘loucos’ atletas que vão desafiar a gravidade e colocar à prova todas as horas de treino físico e de coragem, para conseguir levantar o tão ambicionado troféu, o ‘rabo de baleia’.

De entre os saltadores que hoje começam a chegar a São Miguel - os primeiros atletas deverão sair do aeroporto de Ponta Delgada a partir das 19h30 - está o britânico Gary Hunt, campeão em título e líder incontestado do Red Bull Cliff Diving World Series 2015.

O inglês tem estado irrepreensível nos seus saltos, tendo colhido vitórias na Colômbia, França, Estados Unidos da América e Dinamarca. No entanto, e apesar de já ter conquistado o ilhéu - na prova de 2013 - Gary Hunt diz ter contas para acertar com a etapa açoriana, onde no ano passado não conseguiu sequer chegar à ronda final.

Atrás de Hunt segue o veteraníssimo Orlando Duque. O colombiano de 41 anos foi o único que conseguiu acompanhar sempre o britânico nos pódios das quatro provas já realizadas, com três terceiros lugares e um segundo. Uma vitória em São Miguel - etapa que está em falha no largo currículo de Duque - relançaria a luta pelo título.

No terceiro lugar está outro saltador das terras de Sua Majestade: Blake Aldrigde, antigo atleta olímpico, tem feito um campeonato sólido, terminando até agora sempre no top-5 e contando já com dois segundos lugares. A luta pela vitória contará com mais nomes de referência, casos do russo Artem Silchenko - vencedor nos Açores na primeira edição, em 2012 -, do norte-americano Steven LoBue - conquistador do ilhéu em 2014 - e do mexicano Jonathan Paredes, um dos favoritos do público açoriano.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.