Ideia que Ocidente está em guerra com o Islão é uma "mentira horrível"

Ideia que Ocidente está em guerra com o Islão é uma "mentira horrível"

 

Lusa/AO online   Internacional   19 de Fev de 2015, 16:47

O Presidente norte-americano, Barack Obama, reiterou em Washington o apelo ao mundo para que enfrente o extremismo violento, afirmando que os 'jihadistas' andam a espalhar a "mentira horrível" sobre a existência de um choque de civilizações.

 

"As comunidades muçulmanas, incluindo os intelectuais e os responsáveis religiosos, têm a responsabilidade de lutar não só contra as interpretações erróneas do Islão, mas também contra as mentiras que segundo as quais estaríamos envolvidos num choque de civilizações", declarou Obama, no último dia de uma cimeira dedicada à luta contra o terrorismo e ao extremismo a decorrer na capital federal norte-americana.

"A ideia de que o Ocidente está em guerra com o Islão é uma mentira horrível. Seja qual for a nossa religião, temos a responsabilidade de rejeitar [esta mentira]", prosseguiu o chefe de Estado norte-americano, diante de uma plateia composta por representantes de cerca de 60 países.

Obama frisou ainda que esta ideia tem sido a base sobre a qual os terroristas têm construído a sua ideologia e "com a qual tentam justificar a violência".

Recordando o apelo que lançou, em setembro de 2014, durante a Assembleia-Geral das Nações Unidas, em Nova Iorque, para a erradicação do extremismo violento, o Presidente norte-americano pediu a todos os países para avançarem com "propostas concretas" na próxima sessão, agendada para o outono.

"Os Estados Unidos vão fazer mais para lutar contra as ideologias de ódio. Hoje, convido os vossos países a juntarem-se aos Estados Unidos" nesta luta, acrescentou o governante.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.