Horticultura duplicou organizações de produtores na última década

Horticultura duplicou organizações de produtores na última década

 

LUSA/AO Online   Economia   10 de Dez de 2016, 12:54

O primeiro-ministro disse hoje em Peniche que no setor hortofrutícola são 28% os agricultores que integram organizações de produção, que duplicaram de número e têm contribuído para o crescimento da agricultura portuguesa.

"O setor hortofrutícola mais do que duplicou a sua organização de produtores. Em 2005 eram 10% os produtores organizados e são agora 28%", disse António Costa. Estas estruturas, defendeu o primeiro-ministro, contribuíram para o "crescimento sustentado" da agricultura na última década, por isso têm um "papel crescente e notável", afirmou. Trata-se de um setor que tem vindo a fazer "um esforço de internacionalização", com as exportações a valerem 1200 milhões de euros por ano, representando 23% das exportações agrícolas. Até 2020, o Governo e o setor querem chegar aos dois mil milhões de euros em exportações. O primeiro-ministro falava durante os 25 anos da organização Horta Pronta, no concelho de Peniche. "É um bom exemplo da forma como os agricultores têm sabido encontrar uma melhor forma de se organizarem, para garantirem a concentração da oferta interna, para melhorarem o acesso aos mercados, racionalizarem recursos e proveitos e encontrarem melhores condições para acederem aos mercados externos", declarou. A Horta Pronta fatura por ano 15 milhões de euros, tem uma centena de produtores associados e uma área de produção de 600 mil hectares.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.