Hora

Hora legal portuguesa é determinada por 5 relógios protegidos num 'bunker'


 

Lusa/AO online   Nacional   29 de Out de 2010, 15:19

A hora legal para Portugal é actualmente determinada electronicamente por cinco relógios atómicos que estão protegidos num ‘bunker’ no Observatório Astronómico de Lisboa, como explicou o “guardião” da hora legal, Rui Agostinho.
“A hora tem de ser preservada com muita segurança” porque um segundo pode significar “prejuízos de milhões de euros”, afirmou.

Rui Agostinho exemplificou com uma transferência bancária internacional que, num determinado momento, tem um “valor de câmbio e, no segundo seguinte, já sofreu uma variação” e isto em “valores grandes dá milhões”.

A hora legal ganhou uma “maior importância com a facturação electrónica porque tudo passou tudo a ser registado ao segundo”, desde transferências, depósitos, concursos, bolsa, compras ou vendas, desenvolveu Rui Agostinho.

Os cinco relógios atómicos que determinam a hora legal estão ligados electronicamente, pelo que é “praticamente impossível alguém adiantar ou atrasar a hora”, além de que se “não consegue entrar na sala”.

O Observatório Astronómico de Lisboa disponibiliza a hora electronicamente via internet, sendo que dezenas de bancos, seguradoras, comerciantes, advogados e outros sectores regem-se pela hora legal para desenvolverem a sua normal actividade.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.