Hipermercados aproveitam fruta e legumes excedentes para fazer doces e molhos


 

Lusa/AO online   Economia   19 de Jul de 2017, 18:29

As frutas e legumes do dia anterior, substituídos por outros frescos, passam a ser transformados em doces e molhos, evitando o seu desperdício, num processo baseado nos princípios da economia circular, anunciou a Missão Continente.

Apresentado como um projeto inovador, proposto pela marca que agrega as iniciativas de responsabilidade social do Continente, do grupo Sonae MC, a gama de doces e 'chutneys' são confecionados "a partir de produtos alimentares em final de vida, provenientes das lojas da insígnia", explica uma informação da empresa.

A Missão Continente recorda que, todos os dias, os hipermercados da marca recebem frutas e legumes, o que significa que os do dia anterior perdem valor comercial, apesar de estarem em "excelentes condições de consumo", e são estes os produtos a ser 'reciclados'.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.