Liga Europa

"Hat-trick" de Hulk dá cor à vitória do FC Porto

"Hat-trick" de Hulk dá cor à vitória do FC Porto

 

Susete Rodrigues   Futebol   26 de Ago de 2010, 21:51

O FC Porto confirmou a passagem à fase de grupos da Liga Europa de futebol, com novo triunfo frente aos belgas do Genk, por 4-2, com um “hat-trick” do regressado à competição Hulk

A formação portista, que somou o seu quinto triunfo consecutivo em jogos oficiais, embora desta vez sofrendo golos, esteve em desvantagem, mas conseguiu dar a volta por Hulk, que desperdiçou ainda uma grande penalidade.

Com a passagem à fase de grupos segura pelos três golos marcados na Bélgica, o FC Porto iniciou a partida a jogar quanto baste e a explorar o génio do duo dinâmico formado por Hulk e Falcao.

Com ambas as equipas a apresentar novidades nos “onze”, por razões de poupança para os respetivos campeonatos, uma vez que o destino ficou traçado em Genk, os minutos iniciais foram marcados por algum desacerto.

Mesmo assim, o FC Porto esteve perto de marcar por Falcao, aos quatro minutos, a centro de Hulk, e aos nove. Aos 11 minutos, foi Hulk que, dentro da área, rematou contra o guarda-redes Koteles e na recarga Falcao ganhou canto.

O Genk rematou pela primeira vez à baliza por Stein Huysegems, aos 13 minutos, muito por cima da barra, e tirou partido de um ligeiro adormecimento dos “dragões” para chegar à vantagem por Vossen (0-1), aos 22, num remate de primeira a centro de Dimitri Daedeleire.

O FC Porto, praticamente na resposta, desperdiçou uma grande penalidade por Hulk, com mérito para o guarda-redes Koteles, e enjeitou a oportunidade de empatar. Aos 27 minutos, o brasileiro voltou a ter o golo nos pés, mas rematou outra vez à figura.

Aos 36 minutos, o brasileiro Hulk redimiu-se dos dois lances anteriores e marcou o golo do empate (1-1) na conversão de forma irrepreensível de um livre, rasteiro, descaído sobre a esquerda do ataque dos “dragões”.

A formação portista voltou a criar perigo por Falcao, aos 41 minutos, na sequência de um cruzamento de Álvaro Pereira, mas o esforçado colombiano não se conseguiu alinhar com a trajetória da bola.

Na segunda parte, o FC Porto deu a volta ao marcador com um grande golo de Fernando (2-1), aos 53 minutos, mas permitiu o empate três minutos volvidos com novo golo de Jelle Vossen (2-2), de cabeça, dentro da área.

O FC Porto voltou à vantagem com novo golo de Hulk (3-2), aos 59 minutos, com o brasileiro desta vez a não perdoar a transformação de uma grande penalidade, a castigar falta cometida sobre João Moutinho.

Hulk, que regressou à competição frente ao Genk após a ausência provocada pelo drama familiar da morte da sobrinha, fez novo golo aos 64 minutos (4-2), assinando um hat-trick e colocando uma vez por todas um ponto final no jogo.

A vantagem do FC Porto ainda podia ter sido maior, não fosse a atenção do guarda-redes Koteles na parte final do encontro e a má pontaria dos avançados do FC Porto.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.