Guterres está preocupado com a situação na Venezuela

Internacional /
António Guterres

589 visualizações   

O secretário-geral da ONU, António Guterres, manifestou-se, em Estrasburgo, "preocupado" com a situação na Venezuela, adiantando que tem mantido contactos com "mediadores" para tentar encontrar soluções.
 

 

"A Venezuela é para mim uma grande preocupação dada a situação extremamente difícil que o país atravessa", disse Guterres, numa conferência de imprensa no Parlamento Europeu (PE), em Estrasburgo.

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) mencionou ainda as "gravíssimas dificuldades económicas e sociais" no país, para além da situação de conflito.

"Tenho acompanhado a situação e desenvolvido contactos com diversos mediadores de modo a encontrar soluções para a crise política e para todos os problemas que afetam o povo venezuelano", acrescentou.

Guterres interveio hoje perante a sessão plenária do PE pela primeira vez desde que foi empossado no cargo, em 01 de janeiro.

Na Venezuela, as manifestações a favor e contra o Presidente Nicolás Maduro intensificaram-se desde 01 de abril último, depois de o Supremo Tribunal de Justiça (STJ), divulgar duas sentenças que limitavam a imunidade parlamentar e em que aquele organismo assumia as funções do parlamento.

Entre queixas sobre o aumento da repressão, os opositores manifestam-se ainda contra a convocatória a uma Assembleia Constituinte, feita a 01 de maio último pelo Presidente Nicolás Maduro.

Dados oficiais dão conta de que pelo menos 41 pessoas já morreram, vitimas de confrontos entre manifestantes, apoiantes e forças policiais e militares, desde o ínicio desta crise.