Grupo Vista Alegre Atlantis com prejuízo de 5,3ME no final do 3.º trimestre

Grupo Vista Alegre Atlantis com prejuízo de 5,3ME no final do 3.º trimestre

 

Lusa / AO online   Economia   29 de Nov de 2014, 11:47

O grupo Vista Alegre Atlantis (VAA) registou um prejuízo de 5,3 milhões de euros no final do terceiro trimestre, face aos 4,3 milhões de euros em igual período de 2013, anunciou hoje a empresa.

 

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a VAA adianta contudo que o volume de negócios subiu 15% para 43,5 milhões de euros, tendo os segmentos da área cerâmica sido decisivos para "este bom desempenho".

Este aumento do volume de negócios foi acompanhado de uma melhoria do resultado antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (EBITDA) em 330 mil euros. Trata-se, segundo a empresa, de uma "excelente performance do terceiro trimestre a registar um EBITDA de 819 mil euros contra 159 mil euros no período homólogo do ano anterior".

A empresa destaca o contributo da atividade internacional para o volume de negócios que foi de 64%, mais quatro pontos percentuais do que em igual período do ano passado, com as exportações a seguirem a sua "trajetória crescente", com vendas superiores em 21% face a 2013, muito devido ao desempenho dos segmentos cerâmicos, cujas vendas aumentaram 32%.

"A expansão da atividade nos mercados externos através do reforço das equipas comerciais, da criação de filiais noutros países e da forte aposta na apresentação de produtos em feiras do setor, têm permitido angariar novos negócios e gerar receitas importantes para o Grupo VAA", lê-se no comunicado.

Além disso, sublinha ainda a retoma das vendas na Europa e Brasil e o reforço da posição em novos países como Angola e os Estados Unidos.

Quanto ao segmento do cristal e vidro verificou-se uma queda de 34% na faturação, sobretudo devido à remodelação do forno do cristal, que afetou a produção regular desta unidade de negócio, explica o grupo.

A Ria Stone iniciou a comercialização dos seus produtos em maio deste ano, tendo sido criado um novo segmento denominado “Louça de Grés Mesa”, que registou vendas de 2.233 mil euros "destinadas na sua quase totalidade ao mercado externo", avança.

Os investimentos realizados totalizaram os 14 milhões de euros, "com forte incidência na nova fábrica da Ria Stone que finalizou a construção e já iniciou a produção no âmbito da parceria com o Grupo IKEA".

O grupo diz que no último trimestre de 2014, "continuará focado nos mercados de exportação, com particular relevo para as filiais de Espanha, Brasil, EUA e Moçambique", assim como a par da "importante tarefa de organização da época natalícia, que deverá ser bastante forte ao nível das vendas e da promoção da marca".

"Espera-se que este último trimestre apresente melhorias ao nível da rentabilidade operacional por forma a serem criadas bases para melhorar os resultados do Grupo VAA", afirma.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.