Grammy Latinos são entregues hoje, com Mariza e Marco Rodrigues na corrida

Grammy Latinos são entregues hoje, com Mariza e Marco Rodrigues na corrida

 

Lusa/AO Online   Internacional   17 de Nov de 2016, 07:18

Os álbuns "Mundo", de Mariza, e "Fados do fado", de Marco Rodrigues, estão nomeados em diferentes categorias da 17.ª edição dos prémios Grammy Latinos, cujos vencedores são hoje conhecidos, nos Estados Unidos.

A cerimónia de entrega dos galardões aos vencedores, para os quais estão também nomeados vários músicos brasileiros, entre os quais Djavan, que recentemente atuou em Portugal, ou o tenor italiano Andrea Bocelli, realiza-se na Mobile Arena, na cidade norte-americana de Las Vegas.

Mariza e Marco Rodrigues já estiveram nomeados em anteriores edições: a intérprete de "Ó gente da minha terra", com o álbum "Terra" (2008), produzido por Javier Limón, que também produziu "Mundo", e Marco Rodrigues, pela participação no álbum "El alma del son - Tributo a Matamoros", do cubano Alain Perez, que esteve nomeado no ano passado.

“Mundo” foi editado em outubro de 2015 e marcou o regresso de Mariza a estúdio, cinco anos depois de “Fado tradicional”.

Está nomeado na categoria de "Melhor Álbum Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa".

“Mundo”, que já foi distinguido com o Prémio José Afonso, tem composições de Mário Pacheco, Rui Veloso, Tiago Machado, Jorge Fernando e Paulo de Carvalho, músicos que colaboraram com Mariza em álbuns anteriores, e poemas, entre outros, de Rosa Lobato de Faria, Cabral do Nascimento e Paulo Abreu Lima.

O álbum valeu a Mariza o Prémio de Melhor Artista, atribuído pela revista britânica Songlines.

Com o álbum de Mariza competem "Tropix", de Céu, "Troco likes", de Tiago Iorc, "Território conquistado", de Larissa Luz, e "Leve embora", de Thiago Ramil.

"Fados do fado", de Marco Rodrigues, está nomeado na categoria de "Melhor Álbum de Música Folclórica", a par de "En las Islas Canarias", do Grupo Mapeyé, "Gira", de Los Huayra, "En armonías colombianas", de Palo Cruza´O, e "Primavera", de Nahuel Pennisi.

O álbum foi produzido por Diogo Clemente – que já trabalhou, por exemplo, com Mariza e Raquel Tavares-, e é "uma homenagem aos homens do fado, aos que cantaram o fado, sim, mas também aos que o compuseram e aos letristas que deram a palavra ao fado", como o fadista explicou à Lusa.

Marco Rodrigues venceu a Grande Noite do Fado em 1999, e recebeu o Prémio Revelação Amália Rodrigues em 2007.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.