Graça Silveira é candidata do CDS-PP à câmara de Angra do Heroísmo

Graça Silveira é candidata do CDS-PP à câmara de Angra do Heroísmo

 

Lusa/Açoriano Oriental   Regional   19 de Jun de 2017, 12:33

A deputada regional dos Açores Graça Silveira foi apresentada como a candidata do CDS-PP à Câmara Municipal de Angra do Heroísmo, alegando que o concelho necessita de recuperar o dinamismo que perdeu.

 

"Angra merece voltar a ser uma referência urbanística, cultural, empresarial e turística", adiantou, na apresentação da candidatura, que decorreu na sede regional do partido, em Angra do Heroísmo.

A candidata centrista criticou a atual gestão autárquica de Angra do Heroísmo, propondo mais investimento público e o aumento do rendimento das famílias do concelho.

"É urgente devolver a Angra a capacidade de se reinventar e isso só é possível com uma gestão autárquica ambiciosa. Não adianta dizermos que temos as nossas contas certinhas e não fazer investimento em Angra, não adianta dizermos que temos as contas certinhas e não devolvermos aos angrenses 5% do seu IRS", frisou.

Graça Silveira apontou ainda como prioridades a recuperação do comércio tradicional e a melhorias das acessibilidades ao centro histórico da cidade.

"Querer vir para Angra de carro hoje é um suplício, quer em termos de trânsito, quer em termos de estacionamento", salientou.

Também as acessibilidades marítimas são uma preocupação da candidata do CDS-PP, que considerou ainda fundamental a recuperação do património cultural, histórico e religioso, para reforçar a oferta turística do concelho.

"Angra foi completamente esquecida em termos das acessibilidades marítimas. O nosso cais de cruzeiros, que serviu de promessas eleitorais, esse evaporou-se. O que nos restou foi a rampa ro-ro [roll-on/roll-off], que continua no papel", criticou.

Natural do Faial, Graça Silveira, de 48 anos, vive em Angra do Heroísmo há 25, onde é professora e investigadora na área de tecnologia agroalimentar na Universidade dos Açores.

Presidente da concelhia de Angra do Heroísmo e do conselho económico e social do CDS-PP/Açores, é desde 2012 deputada à Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, sendo também deputada municipal em Angra do Heroísmo.

À Assembleia Municipal, encabeça a lista do CDS-PP o economista, ex-deputado regional e atual vereador da autarquia de Angra do Heroísmo, Nuno Melo Alves, que considerou que o primeiro enfoque do partido nestas eleições deverá ser evitar que o PS repita a maioria absoluta.

"Nestes quatro anos de vereador, contra uma câmara com maioria absoluta, posso dizer-vos que é uma tristeza e uma tortura. As ideias às vezes não bastam ser boas. A razão, mesmo quando está do nosso lado, a força não está", disse.

Por sua vez, o líder regional do CDS-PP, Artur Lima, salientou que os candidatos hoje apresentados têm "provas dadas" na sua vida política e profissional.

"Acho que os angrenses têm uma oportunidade de escolherem uma política diferente para o seu conselho, uma política que dê valor a Angra", frisou.

Nas últimas eleições autárquicas, em 2013, o PS venceu com maioria absoluta, conquistando quatro mandatos na autarquia de Angra do Heroísmo. O CDS-PP concorreu em coligação com o PSD, elegendo três mandatos.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.