Governo vai rever plano de ordenamento da costa de São Jorge

Governo vai rever plano de ordenamento da costa de São Jorge

 

Lusa/AO online   Regional   29 de Ago de 2014, 15:44

O secretário regional da Agricultura e Ambiente dos Açores revelou que o executivo da região vai ainda este ano rever o Plano de Ordenamento da Orla Costeira de São Jorge.

 

“O Plano de Ordenamento da Orla Costeira de São Jorge vai ser alterado, no âmbito de uma decisão do Governo dos Açores de o rever ainda este ano”, declarou Luís Neto Viveiros em Ponta Delgada.

O governante foi hoje ouvido pela comissão de Assuntos Parlamentares, Ambiente e Trabalho do parlamento regional, em Ponta Delgada, sobre uma proposta do CDS-PP que preconiza um plano de desenvolvimento das fajãs de São Jorge.

Luís Neto Viveiros considerou, no final da audição, que a revisão do plano “é uma oportunidade que se coloca ao Governo Regional, às autarquias, às diferentes forças da sociedade que queiram sugerir alterações ao plano atual, por forma a torná-lo mais efetivo”.

O secretário regional da Agricultura e Ambiente admitiu, por outro lado, que a revisão do Plano de Ordenamento da Orla Costeira de São Jorge venha a considerar a proposta do CDS-PP, algo que disse ter sido consensual na comissão parlamentar.

Luís Neto Viveiros espera que, desta forma, a proposta do CDS-PP/Açores integre um diploma com “força jurídica própria”, o que considerou “completamente diferente” daquilo que é o plano de intervenção e os moldes propostos pelo partido.

“Nós tivemos a oportunidade de avaliar com muito detalhe aquilo que a proposta [do CDS-PP] encerrava. Ela tem alguns méritos, em termos de princípios”, declarou.

A proposta do CDS-PP considera que o plano de desenvolvimento das fajãs de São Jorge permitiria injetar dinheiro na economia e criar postos de trabalho na ilha, bem como recuperar e manter o património ambiental e cultural.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.