Governo quer baixar o tempo médio dos concursos


 

Lusa/AO Online   Nacional   27 de Ago de 2010, 12:47

 O Governo quer agilizar os procedimentos para os concursos na função pública, com o objetivo de diminuir o tempo médio destes que é agora de cinco meses, disse o secretário de Estado da Administração Pública.

O Ministério das Finanças divulgou quinta feira uma proposta de portaria que regulamenta os concursos da função pública e que prevê o acelerar da rapidez dos procedimentos usados na contratação de funcionários.

De acordo com as alterações propostas, os candidatos à função pública - quer sejam candidatos externos a contratos a tempo determinado ou determinável ou funcionários públicos que pretendam mudar de serviço - não terão necessidade de passar obrigatoriamente pelos três procedimentos habituais: prova de conhecimentos, avaliação psicológica e entrevista.

O responsável pelo concurso poderá optar apenas pela avaliação curricular no caso de contratos a prazo ou, no caso de funcionários públicos existentes, deixa de ser necessária a avaliação psicológica, optando o responsável por aplicar a prova de conhecimento ou a avaliação curricular, para decidir o trabalhador que mais de adapta ao posto.

Em declarações à Lusa, Gonçalo Castilho dos Santos lembrou que esta regra não é nova, mas que a proposta de alteração clarifica estes procedimentos.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.