Governo pede rigor no pagamento de rendas sociais

Carregando o video...

 

Paulo Faustino   Regional   17 de Out de 2011, 20:03

Carlos César atribuiu 22 moradias a 60 pessoas em Rabo de Peixe, mas alertou que os beneficiários "vão ter de pagar" entre 5 e 95 euros mensais por terem casa nova.

Terminou o processo de realojamento do Bairro da Cova da Moura, em Rabo de Peixe, com a atribuição de vinte e duas moradias a famílias com necessidades habitacionais.

Segunda-feira, o presidente do Governo Regional entregou as chaves das casas às famílias que antes viviam em condições precárias naquele bairro e em outras zonas da Vila e, na mesma ocasião, pediu o sentido de responsabilidade dos titulares dos novos apartamentos quanto à obrigação do pagamento das rendas, com valores entre os 5 e 95 euros mensais.

Carlos César informou as pessoas contempladas pelo investimento governamental que o Executivo açoriano gasta um valor médio mensal de 480 euros por cada casa, bastante acima do que as famílias despendem. "Os que podem menos pagam menos, os que podem mais pagam mais, mas todos vão pagar", afirmou Carlos César, alertando os beneficiados que se trata de uma melhoria nas suas vidas com o dinheiro de "todos os açorianos".

Durante os últimos cinco anos, o Governo Regional investiu um montante superior a 9 milhões de euros para dar uma nova casa a 108 famílias que viviam sem condições de habitabilidade na zona da Avenida D. Paulo José Tavares, também conhecida por Cova da Moura.*

 

*Leia esta notícia na íntegra no jornal Açoriano Oriental de terça-feira, 18 de Outubro de 2011.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.