Governo dos Açores vai reforçar investimento e repor valores de cortes salariais

Governo dos Açores vai reforçar investimento e repor valores de cortes salariais

 

LUSA/AO online   Economia   2 de Nov de 2015, 16:02

O Governo dos Açores vai reforçar o investimento público em 2016 em "todos os setores da atividade" e aproveitar "o equilíbrio" das contas públicas para repor valores dos cortes salariais, afirmou hoje o vice-presidente do executivo

Segundo avançou Sérgio Ávila após a entrega formal, na cidade da Horta, das propostas de Plano e Orçamento para 2016 à presidente do parlamento açoriano, o aumento do investimento público na região será superior a 54 milhões de euros em relação a este ano.

O crescimento do investimento resulta do aumento de receitas próprias e das transferências de fundos comunitários, explicou.

A par disso, o executivo açoriano pretende reduzir a despesa pública, dando um exemplo de "rigor" e de "estabilidade orçamental" nas contas públicas.

"Os recursos adicionais são canalizados para reduzir as necessidades de líquidas de financiamento e para acomodar aquilo que prevemos que seja a reposição de mais uma componente dos funcionários públicos, que no caso concreto dos Açores, apenas afeta os funcionários com vencimentos a partir dos 2 mil euros", explicou o governante.

"Este ano, como nos últimos dois anos, conseguimos que as receitas próprias da região sejam superiores ao valor orçamentado, e que as despesas de funcionamento da Administração Regional estejam abaixo do que está orçamentado", insistiu.

Sérgio Ávila garante que este "rigor na orçamentação das despesas" permitirá reforçar o investimento público em todas as ilhas da região e em todos os setores de atividade.

"Podemos assim criar mais um instrumento que contribua para reforçar a retoma da atividade económica, o reforço da melhoria dos indicadores sociais, e criar condições para que todos os compromissos que assumimos possam ter execução concretizada nesta legislatura", frisou Sérgio Ávila.

Apesar de tudo, o vice-presidente do Governo dos Açores garantiu que o executivo está disponível para negociar "com todos os partidos, sem exceção", eventuais propostas de alteração que venham a ser apresentadas em plenário, durante a discussão do Plano e Orçamento, agendada para os dias 24, 25 e 26 de novembro.

"Estamos disponíveis para trabalhar com todos os partidos, para o permanente aperfeiçoamento destes documentos", admitiu Sérgio Ávila.

A proposta de Plano do Governo para 2016 (que contabiliza as estimativas de investimento público) ronda os 780 milhões de euros, ao passo que o Orçamento ascende a 1.350 milhões.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.