Governo dos Açores vai formar cuidadores informais de idosos

Governo dos Açores vai formar cuidadores informais de idosos

 

Lusa/AO Online   Regional   27 de Jul de 2016, 07:49

O presidente do Governo dos Açores disse hoje que o executivo vai promover um programa de formação para cuidadores informais de idosos, que arrancará, numa primeira fase, nas ilhas de São Miguel, Terceira, Faial e Pico.

“Este programa será composto por vários módulos que serão ministrados por especialistas em cada uma das áreas, como é o caso de enfermeiros de reabilitação, assistentes sociais, psicólogos, entre outros”, referiu Vasco Cordeiro, na apresentação do projeto de construção de um centro intergeracional na freguesia dos Arrifes, em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel.

O governante acrescentou que, até ao final do ano, o programa será alargado aos colaboradores das instituições que trabalham no serviço de apoio domiciliário que, “sem quaisquer encargos, ficarão dotadas de recursos humanos melhor qualificados para o cumprimento da sua função”.

Vasco Cordeiro, recordando ter o Governo dos Açores lançado nesta legislatura um programa de apoio ao cuidador informal, afirmou serem os filhos e os netos que “ajudam os mais idosos nas suas residências, que acabam por ter nestas pessoas o apoio necessário para a sua vida”.

O líder do executivo açoriano referiu que é necessário “cuidar de quem cuida”, dotando-o das “melhores qualificações”, não tendo “apenas em atenção a criação” de programas e condições para apoiar quem necessita ou a reforma, que já foi realizada pelo Governo, do sistema de apoio domiciliário.

Vasco Cordeiro disse que no âmbito da política social do seu executivo foram disponibilizados desde o início da legislatura, em 2012, 14 infraestruturas dirigidas essencialmente a crianças nas ilhas de São Miguel, Santa Maria, Terceira, Graciosa, Faial, Pico e São Jorge, num investimento de cerca de 14 milhões de euros.

“No fundo, trata-se de um investimento em toda a região que pretende dar resposta ao objetivo que definimos de maior coesão intergeracional e de ajudar aqueles que entre nós necessitam deste apoio, através dessas infraestruturas”, declarou.

Vasco Cordeiro considerou que este trabalho “não está concluído apesar deste investimento”, estando neste momento a decorrer obras de reconstrução e requalificação de cinco creches e dois jardins-de-infância em São Miguel, no Faial e no Corvo, num investimento de cerca de 6,5 milhões de euros.

O líder do executivo açoriano adiantou que está numa fase de lançamento da primeira fase a construção do centro intergeracional de Ponta Garça, na ilha de São Miguel.

Referindo-se especificamente, o presidente do Governo Regional disse que a obra do centro intergeracional dos Arrifes, que contempla um ATL, um centro de dia para idosos e um espaço para lar, e que tem capacidade para cerca de 90 pessoas, está orçado em 2,5 milhões de euros, tendo hoje sido publicado o anúncio que visa escolher a empresa que vai construir a infraestrutura.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.