Governo dos Açores reitera que Base das Lajes ainda necessita de "soluções concretas"

Governo dos Açores reitera que Base das Lajes ainda necessita de "soluções concretas"

 

LUSA/AO Online   Regional   17 de Jul de 2016, 14:55

O Presidente do Governo Regional dos Açores reiterou que futuras cooperações com os EUA não fazem esquecer o presente e os impactos que derivam da redução militar na Base das Lajes, que "ainda necessitam de soluções concretas".

Vasco Cordeiro reuniu no sábado, na ilha Terceira, com uma delegação do Comité de Supervisão e Reforma Governamental da Câmara dos Representantes do Congresso dos Estados Unidos, um encontro que não foi divulgado e serviu para sensibilizar o grupo de 11 congressistas para a relevância estratégica que a Base das Lajes assume no âmbito do relacionamento entre Portugal e os EUA. Citado hoje numa nota do Governo Regional, Vasco Cordeiro manifestou à delegação norte americana, chefiada pelo congressista Republicano Jason Chaffetz, que está disponível e interessado em analisar e apoiar todas as potencialidades de cooperação entre os dois países, nomeadamente nas áreas da investigação oceanográfica, espacial e climática. Alertou, no entanto, que essa perspetiva de cooperação futura não pode fazer esquecer as necessidades do presente, que resultam dos impactos que derivam da redução do contingente norte-americano na Base das Lajes, que “ainda necessitam de soluções concretas, da responsabilidade de Portugal e dos Estados Unidos”. Além de vários contactos desenvolvidos de forma reservada desde o final de 2012, quando foi anunciada a redução do contingente militar e civil norte-americano na base aérea da ilha Terceira, Vasco Cordeiro participou, ainda, em quatro reuniões da Comissão Bilateral Permanente do Acordo de Cooperação e Defesa entre Portugal e os Estados Unidos, a última das quais em maio deste ano, em Washington. Na ocasião, o Presidente do Governo destacou a contratação prevista de cerca de 70 trabalhadores portugueses que completarão o novo quadro do destacamento militar dos EUA na Base das Lajes, assim como o facto de todas as cessações de contratos de trabalho se terem efetuado por mútuo acordo, não se tendo registado despedimentos puro e simples. Esta é a terceira visita de delegações de Comités do Congresso dos Estados Unidos à ilha Terceira, depois do Comité de Apropriações, em agosto de 2015, e do Comité de Inteligência, em maio do mesmo ano. O Comité de Supervisão e Reforma Governamental da Câmara dos Representantes dos Estado Unidos é a entidade que se encontra a desenvolver uma das investigações internas sobre os fundamentos do Pentágono para escolher como sede do Joint Analysys and Inteligence Complex (JAIC) a Base de Croughton, no Reino Unido.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.