Governo dos Açores inicia na segunda-feira visita estatutária à ilha Graciosa


 

Lusa/AO Online   Regional   19 de Jun de 2016, 14:35

O Governo dos Açores realiza na segunda e na terça-feira a visita estatutária à Graciosa, ilha que integra a rede mundial de Reservas da Biosfera da UNESCO.

A deslocação à Graciosa, a última desta legislatura, cumpre o Estatuto Político-Administrativo dos Açores, segundo o qual o executivo regional deve visitar cada uma das ilhas do arquipélago pelo menos uma vez por ano e que o Conselho do Governo reúna na ilha visitada.

Nesta ilha, os membros do Governo Regional, presidido por Vasco Cordeiro, têm agendadas diversas iniciativas, desde inaugurações, visitas a instituições e obras, e reuniões com diversas entidades, além dos habituais encontros com o conselho de ilha e com a população.

Os conselhos de ilha são um organismo consultivo que integra autarcas e representantes dos sindicatos, associações empresariais e outras entidades ligadas ao ambiente, pescas ou agricultura.

A chegada do executivo ao aeródromo da Graciosa está prevista para as 09h15 (mais uma hora em Lisboa) de segunda-feira e, logo depois, Vasco Cordeiro preside à assinatura de contratos de financiamento com viticultores.

Pelas 11h00, o chefe do executivo açoriano tem encontro marcado com agricultores e respetivas associações representativas, e, à tarde, está na apresentação do programa “MyCliniData”, no centro de saúde da Graciosa.

Este é um sistema de informação laboratorial que permite que os resultados das análises efetuadas estejam disponíveis para os utentes que as efetuaram e para os médicos por si indicados, em qualquer unidade de saúde da região, informa uma nota de imprensa do Governo Regional.

Às 18:00 deste dia, os membros do executivo reúnem-se com o Conselho de Ilha da Graciosa, na escola básica e secundária, e pelas 21h00 em Conselho do Governo.

Na manhã de terça-feira, segundo e último dia da visita estatutária, Vasco Cordeiro inaugura a Grande Rota da Graciosa, de 37,5 quilómetros, e preside à cerimónia de autorização de 15 processos de reabilitação de habitação degradada, visitando, ainda, a obra de reabilitação de uma estrada regional.

À tarde, o presidente do Governo Regional recebe os pescadores e elementos da associação representativa, e inaugura a loja da RIAC – Rede Integrada de Apoio ao Cidadão na freguesia de Guadalupe.

Às 18h00 deste dia, os membros do executivo recebem a população da ilha, na escola básica e secundária, seguindo-se a apresentação do comunicado do Conselho do Governo, com que encerra a visita estatutária.

A Graciosa, com cerca de 60 quilómetros quadrados, tinha, de acordo com os Censos de 2011, 4391 habitantes. É a segunda ilha mais pequena dos Açores, depois do Corvo, e a mais a norte das cinco que compõem o grupo central do arquipélago, onde se incluem Terceira, São Jorge, Pico e Faial.

É designada de ilha branca devido a uma rocha vulcânica que com o passar dos anos se torna esbranquiçada, o que deu origem a vários topónimos, como Ponta Branca, Serra Branca, Barro Branco e Pedras Brancas.

Desde 2007 que a ilha, com um único município, Santa Cruz da Graciosa, e quatro freguesias, faz parte da rede mundial de Reservas da Biosfera da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.