Governo dos Açores avança em 2016 com construção de três centros de dia em três ilhas

Governo dos Açores avança em 2016 com construção de três centros de dia em três ilhas

 

Lusa/AO Online   Regional   16 de Out de 2015, 17:50

O presidente do Governo dos Açores anunciou hoje a construção, no início de 2016, de três centros de dia em S. Miguel, Terceira e Faial, um investimento superior a três milhões de euros que criará mais de 60 vagas.

 

“Posso anunciar, conforme o calendário que está estabelecido na Carta Regional de Obras Públicas, que vamos avançar com a construção de mais três centros de dia nas ilhas do Faial (Flamengos), S. Miguel (Bretanha) e Terceira (Doze Ribeiras)”, disse Vasco Cordeiro, na cerimónia de lançamento da primeira pedra do centro de dia e ludoteca da Maia, no concelho da Ribeira Grande, na ilha de S. Miguel.

O chefe do executivo regional adiantou que o investimento público global destas três obras, que arrancarão “já no início de 2016”, será superior a três milhões de euros. As mais de 60 vagas que serão criadas somam-se “às mais de 400 já existentes por toda a região”.

Também no próximo ano, adiantou Vasco Cordeiro, irá avançar a construção de dois centros intergeracionais na ilha de S. Miguel, mais concretamente em Ponta Garça e nos Arrifes, “por serem áreas de densidade populacional que justificam” e para “cumprir compromissos assumidos”.

Sublinhando que as políticas sociais têm sido prioritárias para o Governo Regional, Vasco Cordeiro anunciou que a proposta de Plano de Investimento para 2016 prevê um reforço de verbas de mais de 20% para a área da solidariedade social e de cerca de 70% para as áreas de apoio à infância e juventude.

“Estamos a falar de quase 57 milhões de euros para a área da Solidariedade Social, dos quais cerca de 7,5 milhões de euros dedicados em exclusivo para a área da infância e juventude”, afirmou o presidente do Governo Regional.

Na cerimónia, que contou com a presença do presidente da Câmara Municipal da Ribeira Grande (PSD) e do presidente da Casa do Povo da Maia, entre outros, Vasco Cordeiro salientou que a construção do centro de dia e da ludoteca na freguesia não é o único empreendimento promovido ou apoiado pelo executivo regional neste concelho da costa norte da ilha de S. Miguel.

Segundo o governante, desde o final de 2012 a Ribeira Grande já recebeu investimentos públicos regionais que totalizam cerca de 60 milhões de euros, entre os quais se destacam a nova escola Gaspar Frutuoso em construção, o novo porto em Rabo de Peixe, o pavilhão de exposições de S. Miguel e o Centro de Artes Contemporâneas, entre outros de cariz social.

O futuro centro de dia na Maia, com capacidade para 45 utentes, e a ludoteca (100 utentes) representam um investimento de 1,5 milhões de euros e correspondem a uma segunda fase do projeto, que já contempla uma creche para 36 crianças, inaugurada em outubro de 2014.

O presidente do Governo Regional terminou a sua intervenção apelando para que esta obra decorra sem derrapagens no prazo e no custo.

 

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.