Lazer

Governo diz que cinco candidaturas a Maravilhas Naturais reflectem qualidade ambiental nos Açores

Governo diz que cinco candidaturas a Maravilhas Naturais reflectem qualidade ambiental nos Açores

 

Lusa/AO online   Regional   7 de Mar de 2010, 14:05

O director regional do Ambiente considerou hoje que a inclusão de cinco sítios dos Açores na lista de 21 finalistas para a escolha das Sete Maravilhas Naturais de Portugal representa o reconhecimento do "bom estado ambiental do arquipélago".

Trata-se de um "reconhecimento que é importante para a divulgação do património ambiental" da Região, acrescentou Frederico Cardigos em declarações à Agência Lusa. O director do Ambiente do Governo Regional admitiu que, face ao número de sítios açorianos selecionados, revelador de um "desequilíbrio estatístico" favorável ao arquipélago no quadro do País, é provável a presença de um ou mais lugares das ilhas na lista final das Sete Maravilhas Naturais de Portugal. Destacou também a qualidade de alguns dos sítios da Região que acabaram por não passar à fase seguinte do concurso. Os Açores e o Centro são as regiões que mais candidaturas (cinco cada) têm na lista final de 21 locais selecionados para a eleição das Sete Maravilhas Naturais de Portugal por duas dezenas de profissionais de várias áreas como jornalismo, ambiente e arte. A votação para escolha das sete "eleitas" começou hoje através da Internet, SMS ou telefone, estando a proclamação do respetivo resultado prevista para 07 de setembro, num evento a decorrer nas Sete Cidades, ilha de S. Miguel. A lagoa das Sete Cidade é um dos cinco locais açorianos incluídos na lista dos 21 selecionados de um conjunto inicial de 800 lugares, que integra também a Paisagem Vulcânica da Ilha do Pico, o Algar do Carvão (Terceira), a Furna do Enxofre (Graciosa) e a Reserva Natural da Lagoa do Fogo (S. Miguel).


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.