Governo define hoje corte nos funcionários públicos e Orçamento para 2012


 

Lusa / AO online   Internacional   2 de Out de 2011, 12:26

O primeiro-ministro grego, Georges Papandreou, convocou para hoje um Conselho de Ministros extraordinário para aprovar a redução de 30 por cento no número dos funcionários públicos e o Orçamento do Estado para 2012, com mais corte nas despesas do Estado.

A reunião está prevista começar às 15:00 TMG e é considerada crucial pelos meios de comunicação, pois são esperadas decisões de detalhe sobre as medidas de ajustamento.

A reunião acontece depois de uma semana de negociações entre as autoridades helénicas e a 'troika', composta por especialistas da Comissão Europeia, do Fundo Monetário Internacional e do Banco Central Europeu.

Segundo um comunicado dos líderes da 'troika', o envio de uma nova tranche de 8 mil milhões de euros, necessária para que o país consiga saldar os seus compromissos financeiros, está dependente do que os parceiros da zona euro decidam na reunião marcada para 13 de outubro.

Numa entrevista publicada hoje no To Vima, o ministro das Finanças, Evangelos Venizelos, disse que esse apoio “está assegurado”.

Segundo a televisão Mega, cita pela Efe, o acordo entre a 'troika' e o Governo inclui que passem à “reserva”, na perspetiva de virem a ser despedidos, os funcionários públicos com mais de 60 anos, o que equivale, na prática, a uma reforma antecipada.

Do total de 900 mil funcionários públicos, cerca de 43 mil encontra-se nesta categoria, segundo dados oficiais relativos ao ano passado.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.