GNR registou mais de 2.300 crimes ligados à internet em 2015

GNR registou mais de 2.300 crimes ligados à internet em 2015

 

Lusa/AO Online   Nacional   1 de Fev de 2016, 14:00

A GNR registou mais de 2.300 crimes, associados à internet, em 2015, sendo as principais denúncias as burlas relacionadas com informática, comunicações e fraude bancária, segundo dados divulgados à agência Lusa.

 

No âmbito do cibercrime, a GNR registou, em 2015, 1.360 crimes de burla informática e nas comunicações, e 706 de burla com fraude bancária.

Além destes crimes ligados à internet, aquela força de segurança recebeu ainda 190 denúncias relacionadas com a devassa da vida privada e violação de segredo, 120 de devassa da vida privada, por meio informático, e 11 de acesso indevido ou ilegítimo.

Os dados foram divulgados por ocasião do Dia Europeu da Internet Segura, que se comemora todos os anos em fevereiro.

Para assinalar a data, a GNR e a Microsoft Portugal promovem, na terça-feira, centenas de sessões, em todo o país, para alertar sobre os perigos do mundo 'online' e formas seguras de navegação na internet, numa ação que vai envolver cerca de 200 escolas, 75.000 crianças e jovens e 600 pais e encarregados de educação.

Pela primeira vez, a ação vai também incluir a população sénior, num total de 300 pessoas.

A sessão principal vai decorrer na Escola da Guarda, em Queluz, através da realização de uma aula interativa sobre segurança 'online', para 360 alunos do primeiro, segundo e terceiro ciclos de escolas dos concelhos de Sintra e Lisboa, além de 120 seniores.

 

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.