Garantida reciprocidade nas receitas de medicamentos entre Açores e continente

Garantida reciprocidade nas receitas de medicamentos entre Açores e continente

 

Lusa/AO Online   Regional   29 de Set de 2016, 18:27

O Governo dos Açores anunciou hoje que acordou com o Ministério da Saúde o princípio da reciprocidade na prescrição e dispensa de medicamentos nas farmácias aos utentes do Serviço Nacional de Saúde e do Serviço Regional de Saúde.

De acordo com o Governo Regional, “desta forma, o Serviço Nacional de Saúde responsabiliza-se pela comparticipação nos medicamentos fornecidos pelas farmácias do continente aos utentes do Serviço Regional de Saúde quando estes se encontrem deslocados temporariamente no continente, assim como o Serviço Regional de Saúde se responsabiliza pela comparticipação nos medicamentos fornecidos pelas farmácias da região aos utentes do Serviço Nacional de Saúde quando estes se encontrem deslocados temporariamente no arquipélago dos Açores”.

“A partir de agora, qualquer utente do Serviço Regional de Saúde que queira aviar uma receita em qualquer farmácia no continente só tem que evocar o acordo de reciprocidade entre o Serviço Regional de Saúde e o Serviço Nacional de Saúde”, afirmou o secretário da Saúde dos Açores, Luís Cabral, citado numa nota de imprensa do executivo regional.

Luís Cabral, que reuniu hoje em Lisboa com o secretário de Estado da Saúde, Manuel Delgado, destacou que “a resolução deste assunto assume primordial importância para os Açores devido à deslocação temporária de cidadãos nacionais entre esta região autónoma e o território continental”.

Segundo o governante, com este acordo é assegurado “o acesso de todos os cidadãos nacionais à prescrição e dispensa de medicamentos em condições de igualdade, independentemente de residirem no território continental ou no arquipélago dos Açores”.

“Com esta medida, as farmácias e as entidades responsáveis pela comparticipação no continente ou na região devem aceitar as prescrições, mesmo que constem de modelo próprio em uso na outra zona do país”, adianta a mesma nota.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.