Fórum Social Mundial reforçará defesa de "um outro mundo possível"


 

lusa   Internacional   24 de Jan de 2010, 15:41

O Fórum Social Mundial inicia na segunda-feira, em Porto Alegre, no Sul do Brasil, a sua 10ª edição, para efectuar um balanço e reforçar a defesa de “um outro mundo possível”, com destaque para a questão ambiental.

Uma das actividades centrais será o seminário “10 Anos Depois: Desafios e propostas para um outro mundo possível”, com a participação de mais de 70 intelectuais, entre os dias 25 a 29, na cidade de Porto Alegre, berço do FSM em 2001.

No total, serão cerca de 500 palestras, reuniões e manifestações ao longo da semana, que devem reunir 30.000 participantes de várias partes do mundo, segundo projecção da organização.

“Queremos reunir novamente as lideranças de várias áreas para fazer uma reflexão sobre o que aconteceu e sobre o que o futuro nos reserva”, disse o empresário brasileiro Oded Grajew, um dos organizadores.

Os destaques do encontro serão as presenças dos presidentes Lula da Silva (Brasil), Hugo Chávez (Venezuela), Evo Morales (Bolívia), José Pepe Mujica (Uruguai) e Fernando Lugo (Paraguai).

O sociólogo português Boaventura de Sousa Santos, que já participou de várias edições do evento, falará sobre “Como construir uma hegemonia política”.

A edição de aniversário do FSM, que nasceu a partir da crítica às políticas neoliberais, discutirá ainda a crise económica global e a questão ambiental, com destaque para a Conferência das Partes (COP 15), no ano passado.

“O planeta busca saídas e nós da sociedade civil temos que nos reunir para encontrar essas saídas”, disse João Felício, secretário da Central Única dos Trabalhadores (CUT), uma das maiores entidades sindicais do Brasil.

Entre os temas da 10ª edição do FSM estão ainda as novas formas de economia solidária e de desenvolvimento sustentável, numa tentativa de contraposição ao “pensamento único” do Fórum Económico Mundial de Davos, na Suíça.

Os organizadores planeiam transformar o encontro de Porto Alegre no primeiro de uma série de edições regionais do FSM a serem realizadas em diversas partes do mundo, em 2010.

Depois de Porto Alegre, o FSM realizará actividades em 26 cidades ao longo deste ano, como Kpomossé (República do Benin), Madrid, Barcelona, Praga, Osaka, Cidade do México e outras.

Em 2011, o FSM voltará será realizado em África, dessa vez em Dakar, no Senegal, local escolhido por ter sido um dos principais pontos de partida de escravos africanos para o Brasil.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.