Festival JAZZORES 2011começa na sexta-feira

Festival JAZZORES 2011começa na sexta-feira

 

Lusa/AO Online   Regional   18 de Out de 2011, 12:59

Um concerto do pianista Thollem McDonas no Teatro Micaelense, em Ponta Delgada, abre na sexta-feira o festival JAZZORES 2011, que este ano se estende a quatro ilhas do arquipélago num esforço de descentralização cultural

“Queremos que este seja um festival regional”, afirmou Rui Melo, da organização, na conferência de imprensa de apresentação do evento, salientando que o festival, que decorre de 21 a 30 de outubro, inclui concertos não apenas em S. Miguel, mas também no Faial, no Pico e na Graciosa.

Nesse sentido, também na sexta-feira, está previsto um concerto do pianista norte-americano John Blum, no Auditório das Lajes do Pico, atuando no dia seguinte no Teatro Faialense, na Horta.

O Teatro Micaelense recebe no sábado, segundo dia do festival, o espetáculo “Centering Dance and Music performing Between Earth and Sky”, com o contrabaixista William Parker, o percussionista Michael Wimberly e o pianista Cooper-Moore, numa atuação que contará ainda com uma componente de dança e poesia a cargo de Patrícia Nicholson Parker.

Ainda nesta sala de espetáculos atuam John Blum e Mike Ross (27 outubro) e o East/West Galaxy Jumpin’Trio, com o saxofonista Marco Eneide, acompanhado por Donald Robinson e Juini Booth.

No Centro Cultural da Graciosa, a 24 de outubro, atuarão Cooper-Moore e Michael Wimberly.

O programa do JAZZORES 2011 inclui ainda um workshop ‘Boxdeserter Ensemble’, que resultará num espetáculo de Thollem McDonas com músicos locais, e o projeto ‘The Power of Drums’, nascido no Harlem, em Nova Iorque, em 2006, que voltará a reunir Michael Wimberly com jovens de S. Miguel.

Este ano, o projeto, que visa desenvolver a arte da percussão junto das comunidades, envolverá alunos da Escola Canto da Maia que, durante quatro tardes, vão construir um espetáculo com meia centena de participantes que será depois apresentado nos dias 25 e 26, no Teatro Micaelense.

Na apresentação do festival, Rui Melo destacou a aposta da organização na “criação de laços” entre os músicos que vêm aos Açores e a comunidade local, que se traduz nestas duas iniciativas.

Os bilhetes para os espetáculos do JAZZORES 2011 custam 10 euros por dia, mas a organização criou um passe especial de 20 euros para os quatro dias de concertos.

Sem pagar nada podem entrar os portadores do Cartão InterJovem, numa iniciativa que Bruno Pacheco, diretor regional da Juventude, salientou que pretende “abrir novos horizontes aos jovens açorianos”.

“Esta é uma forma de os jovens açorianos poderem contactar com um tipo de atividade cultural diferente”, frisou Bruno Pacheco.

A exposição de fotografia ‘Cinco anos de jazz no Teatro Micaelense’, da autoria de Fernando Resendes, que estará patente no salão nobre desta sala de espetáculos, e uma escultura de Ricardo Lalanda, denominada ‘Pensar no vazio’, que pode ser vista na entrada principal, integram também o programa deste festival.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.