Festival Feminista do Porto vai debater migrações e situação das mulheres

Festival Feminista do Porto vai debater migrações e situação das mulheres

 

Lusa/AO online   Nacional   16 de Fev de 2018, 14:11

Extraviadas - imigrantes brasileiras”, “Mulheres ciganas no século XXI” ou “A situação das mulheres na Turquia” são alguns dos temas em debate no Festival Feminista do Porto, que arranca no dia 02 de março e vai abordar os “vários feminismos”.

A terceira edição do Festival Feminista do Porto (FFP), cujo tema é “Eu e Tu até sermos Todas!”, abre às 21:00 do dia 02 de março com uma exposição coletiva no Centro Comercial Cedofeita, seguido depois do espetáculo de cabaré “Aturuxo Conechil”, marcado para as 22:00, e terminando com um festa designada por “Kebraku”, que começa às 23:00, no mesmo local da Baixa do Porto.

Nos restantes dias do festival, que se prolonga até 31 de março, está programado um ciclo de cinema, que decorre entre os Maus Hábitos, o espaço Gazua e a Faculdade de Direito da Universidade do Porto - e que conta com a colaboração do Shortcutz Porto -, e também vários debates que vão refletir acerca da “necessidade de encontro entre os vários feminismos e a promoção uma visão interseccional”, refere a organização em comunicado.

O debate “Extraviadas – Imigrantes brasileiras no Porto” está marcado para dia 03, às 16:30, no espaço de ação comunitária Gazua. Logo a seguir, às 18:30, está marcado o início de outro debate, intitulado “Mulheres Ciganas no século XXI”.

“Resistência Des/Enterradas: História(s) das Mulheres nas Lutas Anti-Autoritárias” (dia 03 de março, pelas 21:30), “Transfeminismo e anti-especismo” (dia 04 de março, 15:00) e “A situação das mulheres na Turquia – A história sem fim” (dia 11 de março, pelas 16:00) são outros debates previstos pelo festival.

Integrados na programação do festival está a “Marcha do Dia Internacional da Mulher”, celebrado a 08 de março, pelas 19:00, e o “Encontro de Mulheres 2018 – Todas as vozes contam”, que decorrerá nos dias 10 e 11, na Escola Secundária Soares dos Reis, às 21:00 e às 13:00, respetivamente.

A peça de teatro “Naïf – Monólogo poético”, a oficina “Fanzines – Sou do Porto e trago o Porto em mim” são as iniciativas marcadas para o dia 11 de março, que contará também com o lançamento do livro “Propaganda”, pela Confraria Vermelha, culminando a semana do Dia Internacional da Mulher (08 de março).



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.