Federação luso-canadiana quer criar rede para melhor integração da comunidade portuguesa

Federação luso-canadiana quer criar rede para melhor integração da comunidade portuguesa

 

AO/Lusa   Regional   26 de Jun de 2016, 12:08

A nova presidente da Federação de Empresários e Profissionais Luso-canadianos (FPCBP) disse à Lusa que pretende estabelecer uma rede de contactos para que a comunidade portuguesa possa ter uma melhor integração na sociedade canadiana.

 

"Há uma lacuna na comunidade portuguesa no estabelecimento de uma rede de contactos (networking). Temos de melhorar essa ligação, passando por uma reestruturação da direção, chamando sangue novo para a federação", afirmou à agência Lusa Michelle Jorge. 

A dirigente pretende também durante este mandato de um ano "unir a comunidade portuguesa", prometendo "juntar os profissionais e comerciantes", num trabalho mútuo de partilha de experiências para ajudar a "erguer a comunidade", pois só assim "poderá ser mais forte".

"Ao trabalharmos em conjunto, estamos também a pensar no futuro, proporcionando aos jovens lusodescendentes uma boa carreira profissional com cargos de topo nas principais companhias", realçou. 

Outra das metas que Michelle Jorge pretende almejar é discutir com os anteriores presidentes do executivo da FPCBP todo o "percurso que já foi efetuado pela associação e qual o caminho que deve seguir". 

A lusodescendente também explicou quais os motivos que a levaram a candidatar-se ao cargo.

"Cheguei a uma altura na carreira profissional que tinha que dar um contributo à comunidade portuguesa. Há muito trabalho pela frente, mas estou cá porque gosto imenso de estar envolvida com a comunidade", sublinhou. 

Michelle Furtado Jorge nasceu em Toronto há 38 anos, foi eleita presidente da Federação de Empresários e Profissionais Luso-canadianos no dia 31 de maio. Há 12 anos que exerce advocacia especializada em acidentes pessoais. É filha de emigrantes da Ponta da Fajã Grande, concelho das Lajes (Flores), e residiu dos quatro aos nove anos nos Açores. 

Integra também a direção do Conselho do Ontário de Trial Lawyers, uma "experiência positiva" que espera "transmitir para a federação". 

A FPCBP foi criada em dezembro de 1981 e representa empresários e profissionais de vários setores de atividade na Grande Área de Toronto (GTA) e sul da província do Ontário.

Oficialmente, há 429 mil portugueses e lusodescendentes no Canadá (censos 2011), mas calcula-se que existam cerca de 550 mil, estando a grande maioria localizada na província do Ontário. Estima-se que entre 60% a 70% sejam de origem açoriana.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.