Famílias carenciadas dos Açores com apoio para cuidados de saúde com animais domésticos

Famílias carenciadas dos Açores com apoio para cuidados de saúde com animais domésticos

 

Lusa/AO Online   Regional   6 de Mai de 2015, 19:40

O presidente do Conselho Regional dos Açores da Ordem dos Médicos Veterinários, Miguel Balacó, anunciou hoje que as famílias carenciadas do arquipélago vão poder usufruir de apoio para cuidarem dos animais domésticos.

"Vemos chegar aos canis municipais muitos animais de pessoas que queriam tratá-los, queriam mantê-los e não podem. Isto não é uma ajuda ao prevaricador ou a quem tem 50 animais maltratados, isto é uma ajuda a pessoas que os têm como parte da família e que querem continuar a tê-los", afirmou Miguel Balacó.

O representante nos Açores da Ordem dos Médicos Veterinários falava aos jornalistas após a apresentação do Projeto "Alice Moderno", que marca o arranque da campanha regional de sensibilização contra os maus tratos e abandono dos animais de companhia lançada pelo Governo Regional dos Açores.

A Ordem dos Médicos pretende que até ao final do ano sejam abrangidas mil famílias carenciadas pelo "Voucher Alice Moderno", sendo que cada família poderá usufruir no máximo de dois cheques correspondentes a dois animais domésticos.

"Uma pessoa interessada tem de se dirigir à loja da RIAC (Rede Integrada de Apoio ao Cidadão) mais próxima da sua conveniência e faz a sua candidatura. Posteriormente, a RIAC cruza a informação com o Instituto da Segurança Social e diz se aquela pessoa ou aquele agregado familiar é considerado elegível para o caso", Miguel Balacó.

Alice Moderno foi uma parisiense que viveu nos Açores e que, em 1911, fundou a sociedade micaelense protetora dos animais e o primeiro hospital veterinário dos Açores.

O “Voucher Alice Moderno” abrange serviços de profilaxia, como identificação eletrónica e vacinação antirrábica, vacinação para as restantes doenças de cães e gatos, desparasitação interna e externa e serviços de castração e esterilização de animais de companhia, explicou Miguel Balacó.

O projeto "Alice Moderno" vai arrancar em breve na ilha de São Miguel e, posteriormente, vai estender-se à ilha Terceira numa parceria entre o Governo Regional dos Açores e a Ordem dos Médicos Veterinários, sendo que o executivo açoriano vai comparticipar o custo dos tratamentos e os médicos veterinários da Região vão disponibilizar o serviço gratuitamente.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.