Exposição "Um Horizonte de Proximidades" encerra com conversa sobre a Coleção António Cachola

Exposição "Um Horizonte de Proximidades" encerra com conversa sobre a Coleção António Cachola

 

Ana Carvalho Melo   Cultura e Social   18 de Fev de 2016, 11:19

O Arquipélago - Centro de Artes Contemporâneas promove sábado, 20 de fevereiro, o encerramento da exposição "Um Horizonte de Proximidades: uma topologia a partir da Coleção António Cachola", com o lançamento do catálogo e uma conversa sobre esta coleção.

A conversa em torno da Coleção António Cachola visa realçar, não só a exposição até agora patente no Arquipélago, na Ribeira Grande, como também o reconhecimento concedido ao colecionador, por parte da Fundação Arco, que vai premiar esta coleção pelo seu valor artístico e apoio à difusão da arte contemporânea.

A exposição, com curadoria de Sérgio Mah, foi inaugurada a 16 de outubro de 2015 e fica patente até 28 de fevereiro, sendo esta a mais vasta exposição, em número de artistas, volume de obras e área expositiva, da Coleção António Cachola realizada até ao momento.

Nela se inclui uma parte significativa dos artistas que se destacaram nos anos de 1980 até às gerações mais recentes, designadamente artistas nascidos depois da Revolução de 1974, permitindo, deste modo, configurar um espetro alargado de géneros e atitudes conceptuais, dispositivos artísticos e inclinações discursivas e estéticas que, de algum modo, acompanha o caráter heterogéneo e transversal que distingue o atual panorama das práticas artísticas em Portugal.

A exposição, que, ao longo dos quatro meses em que esteve patente ao público na ilha de S. Miguel, recebeu diversas menções na comunicação social nacional e internacional, integra obras atualmente em depósito no Museu de Arte Contemporânea de Elvas e no Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado, num total de cerca de 100 obras de 38 artistas.

O evento que se realiza sábado pelas 18H00 terá a presença do colecionador, do curador da exposição e de três artistas convidados, designadamente Augusto Alves da Silva, João Onofre e Pedro Calapez, e conta com a parceria do bar/galeria Arco 8, numa festa com o DJ Miguel Torga, partir das 23h00.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.