Exportações têxteis e de vestuário com crescimento de 6% até maio

Exportações têxteis e de vestuário com crescimento de 6% até maio

 

Lusa/AO online   Economia   11 de Jul de 2016, 16:50

As exportações da indústria têxtil e vestuário (ITV) portuguesa aumentaram 6% entre janeiro e maio de 2016 em termos homólogos, para 2,1 milhões de euros, divulgou a Associação Têxtil e Vestuário de Portugal (ATV).

Em comunicado, a associação destaca o “desempenho extraordinário” das exportações têxteis e de vestuário, apesar de as exportações nacionais terem registado uma queda no período em análise.

Segundo a ATP, os destinos para onde as exportações portuguesas do setor registaram maior crescimento absoluto são Espanha (acréscimo de 95 milhões de euros nos primeiros cinco meses do ano), Alemanha (acréscimo de 11 milhões de euros, com uma taxa de crescimento de 7%), Itália (aumento de mais de oito milhões de euros, correspondente a 10%) e França, Países Baixos e Suécia (crescimentos superiores a cinco milhões de euros e taxas de crescimento de 2%, 9% e 13%, respetivamente).

Entre janeiro e maio, as exportações de vestuário em tecido registaram um aumento de 13%, as de matérias-primas de algodão um crescimento de 20%, as de tecidos especiais e tufados uma subida de 17%, enquanto as de tapetes e outros revestimentos têxteis, tecidos impregnados, revestidos e estratificados e outros artigos têxteis de uso técnico atingiram ambas um incremento de 12%.

Considerando os setores do vestuário, do têxtil, de têxteis-lar e de têxteis confecionados registaram-se crescimentos de 8%, 2% e 2%, respetivamente, face ao período homólogo.

O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgou hoje que as exportações portuguesas caíram 0,7% e as importações 3,6% em maio deste ano, face a igual período do ano passado.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.