Exercício físico combinado diminui risco de doenças cardiovasculares

Exercício físico combinado diminui risco de doenças cardiovasculares

 

Lusa/AO online   Nacional   25 de Out de 2016, 18:39

O exercício físico combinado (força e cardiorespiratório) diminui o risco de doenças cardiovasculares, segundo os resultados preliminares de um trabalho que vai ser apresentado na quinta-feira, em Coimbra, nas II Jornadas Científicas da Juventude.

 

Segundo Marco António, colaborador do programa "O coração é a razão", que teve início em fevereiro, na Mealhada, os indivíduos que se sujeitam a treino combinado "esforçam menos o coração, o que diminui o risco de doença cardiovascular".

Além disso, acrescenta, a atividade física combinada apresenta resultados "muito favoráveis" em quem sofre da diabetes, glicemia alta, síndrome metabólico e diminui a percentagem de gordura corporal e perímetro abdominal.

Os "Benefícios do Treino Combinado em Doenças Cardiovasculares", que faz parte da tese de doutoramento de Marco António, vai ser uma das quatro comunicações livres a apresentar nas II Jornadas Científicas da Juventude, promovida pela Delegação Centro da Fundação Portuguesa de Cardiologia.

O trabalho de Marco António pretende aferir o benefício da atividade física para idosos e pessoas em grupos de risco, de modo a sensibilizar os médicos e professores de educação física a encaminhá-los para treinos combinados.

"Pretendemos sujeitar estas pessoas ao exercício combinado e saber a resposta que causa neles e, de um modo geral, as respostas têm sido positivas", frisou o jovem professor de educação física e doutorando em Ciências do Desporto, salientando também que estas pessoas têm "menos possibilidade de sofrer de angina de peito".

O programa o "Coração é a razão" é desenvolvido em parceria com a Misericórdia e município da Mealhada, Universidade de Coimbra e Delegação Centro da Fundação Portuguesa de Cardiologia.

As II Jornadas Científicas da Juventude decorrem no auditório do Estádio Universitário de Coimbra sob o lema "STOP - Se Tás na Onda Previne!".

A iniciativa pretende dar oportunidade aos jovens universitários de apresentar os seus trabalhos e projetos na área da prevenção cardiovascular, proporcionando-lhes troca de conhecimentos com profissionais de outras áreas científicas.

A conferência de abertura, intitulada "O coração e a atividade física", vai ser proferida por Manuel Teixeira Veríssimo, professor da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra e médico internista do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC).

No último painel, dedicado ao Serviço Nacional de Saúde e atividade física, são oradores o advogado António Arnaut, fundador do Serviço Nacional de Saúde, e os presidentes da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos e da Administração Regional de Saúde do Centro, Carlos Cortes e José Tereso, respetivamente.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.