Estados Unidos pedem solução "rápida" para crise financeira na Grécia


 

Lusa / AO online   Economia   24 de Abr de 2010, 19:36

O secretário norte-americano do Tesouro, Timothy Geithner, apelou hoje ao Fundo Monetário Internacional, países europeus e Grécia para que “atuem rapidamente” para solucionar a crise financeira e orçamental grega.

À margem das reuniões de primavera FMI-Banco Mundial, em Washington, o governante norte-americano reuniu-se hoje com o ministro grego das Finanças, George Papaconstantinou, com o diretor do FMI e autoridades europeias, para discutir a crise financeira grega.

Em comunicado após o encontro, Geithner apela a que seja “rapidamente aplicado um programa de reformas importantes e um apoio substancial e concreto” a favor da Grécia.

Na sexta feira, este país da zona euro pediu aos seus parceiros europeus e Fundo Monetário Internacional (FMI) para que seja acionado o pacote de ajudas no valor de 45 mil milhões de euros, face à pressão dos mercados.

O Comissário europeu dos Assuntos económicos, Olli Rehn, afirmou que o programa estará pronto no “início de maio”, e que poderá então ser aplicado “prontamente”.

A decisão de efetuar empréstimos à Grécia “será baseada no programa que está a ser preparado neste momento pela Comissão, pelo BCE e pelo FMI com as autoridades gregas”, indicaram as autoridades europeias em comunicado.

Em Washington, George Papaconstantinou irá discutir no domingo com o diretor do FMI, Dominique Strauss-Kahn, o programa de cortes orçamentais grego que serve de contrapartida à ajuda económica.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.