Empate em Coimbra atrasa Sporting na corrida pelo título

Empate em Coimbra atrasa Sporting na corrida pelo título

 

Lusa/AO Online   Futebol   19 de Dez de 2011, 06:19

O Sporting atrasou-se hoje na luta pelos lugares da frente da Liga de futebol, ao empatar a um golo em Coimbra, frente a uma Académica bem organizada, que esteve mais de 50 minutos em vantagem.

À passagem da 13.ª jornada, o golo de Elias, aos 80 minutos, serviu apenas para evitar a derrota e os “leões” perderam terreno para FC Porto e Benfica, ficando a seis pontos dos líderes.

Os "estudantes" adiantaram-se no marcador na primeira oportunidade de que dispuseram, aos 28 minutos, por intermédio de Éderzito que só teve de encostar após cruzamento rasteiro de Diogo Valente.

No entanto, a primeira ocasião clara de golo pertenceu à equipa do Sporting, logo aos dois minutos, com o holandês Van Wolfswinkel a rematar rente ao poste só com Peiser pela frente, depois de uma falha clamorosa do central Berger.

Os “leões”, que já controlavam a partida, intensificaram o seu domínio, mas sem criar oportunidades de golo, chegando-se ao intervalo com a Académica em vantagem.

No início do segundo tempo, Domingos Paciência faz entrar Carrillo para o lugar de Pereirinha e a equipa ganhou nova dinâmica.

Aos 49 minutos, o Sporting esteve perto de igualar a partida, mas o avançado Van Wolfswinkel, pouco inspirado hoje no momento do remate, voltou a não acertar com a baliza.

Sempre que podia, a "Briosa" contra-atacava e, aos 60 minutos, esteve perto de ampliar o marcador. Marinho aproveitou um ressalto na área do adversário e atirou para a baliza, valendo a intervenção de Rui Patrício.

O ascendente “leonino” acentuou-se a partir do momento em que Domingos Paciência lançou Evaldo no jogo em substituição do “apagado” Capel (62), avançando Insúa para a posição do espanhol.

Com o brasileiro e o argentino, o corredor esquerdo ganhou vida – Insúa obrigou Peiser a grande intervenção -, mas o golo da igualdade surgiu aos 80 minutos, na sequência de uma jogada pela direita, de Carrillo. O peruano rematou para a defesa incompleta de Peiser e, na recarga, Elias, marcou.

A partida manteve-se intensa até final, mas não se registaram mais oportunidades flagrantes de golo, embora o Sporting tenha reclamado uma grande penalidade por falta de Adrien sobre Insúa, mas o árbitro não atendeu aos protestos.

Seria mesmo o Sporting a terminar reduzido a 10 unidades, com a expulsão de Elias, que viu o segundo cartão amarelo, por falta sobre Sissoko, aos 89 minutos.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.