Política

Eleição direta do líder do PSD/A acontecerá a 18 de dezembro

Eleição direta do líder do PSD/A acontecerá a 18 de dezembro

 

Lusa/AO Online   Regional   11 de Nov de 2012, 13:28

O presidente do Conselho Regional do PSD/Açores, Carlos Costa Neves, anunciou a marcação da eleição direta do novo líder para 18 de dezembro e o congresso regional para 11, 12 e 13 de janeiro.

“No dia 18 de dezembro faremos a eleição direta do líder e delegados ao congresso em cada uma das ilhas e depois realizaremos o congresso nos dia 11, 12 e 13 de janeiro do próximo ano” em Ponta Delgada, afirmou Carlos Costa Neves, que fez ontem um intervalo no conselho regional, que começou à tarde e acabou à noite, para prestar declarações à comunicação social. Costa Neves adiantou que as candidaturas à liderança do PSD/Açores terão de ser oficialmente apresentadas até ao final de novembro. O líder parlamentar social-democrata, Duarte Freitas, foi o único, até ao momento, a anunciar publicamente a sua candidatura à presidência do PSD/Açores, na sequência da demissão de Berta Cabral. “Há realmente apenas um candidato no terreno que formalizará dentro dos prazos a sua candidatura”, disse Costa Neves, admitindo que a eleição de um novo líder “é sempre complexa”, por ter de reunir “um conjunto de vontades em todas as ilhas”. Segundo o presidente do Conselho Regional do PSD/Açores “há um sinal muito forte” da parte do partido de que “é preciso acabar com esta voracidade em relação aos líderes” e que é preciso “um período mais estável”. Desde que perdeu as eleições regionais, em 1996, o PSD/Açores já teve cinco presidente, sendo que Carlos Costa Neves exerceu o cargo duas vezes. Estimando que o Conselho Regional, que começou às 15 horas (mais uma hora no Continente), se prolongue por mais duas horas, Costa Neves, salientou que a demora se deve a um “debate aberto” em que os conselheiros manifestam “as suas divergências e concordâncias”, o que considerou "muito positivo". “É sabido que em determinados momentos o debate é menor e noutras maior. No momento como este de reestruturação interna, de partida para nova jornada é natural que haja debate intenso”, sustentou.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.