Relatório final sobre acidente da Germanwings divulgado no dia 13 de março

Relatório final sobre acidente da Germanwings divulgado no dia 13 de março

 

Lusa/AO online   Internacional   2 de Mar de 2016, 17:38

O relatório final sobre o sinistro do avião da companhia alemã Germanwings que o seu copiloto fez despenhar nos Alpes franceses em março de 2015 será conhecido a 13 de março, anunciou hoje o Gabinete de investigação e análise da França (BEA).

 

O organismo, responsável pelas pesquisas técnicas da tragédia ocorrida no dia 24 de março vai apresentar as conclusões numa conferência de imprensa na sua sede de Le Bourget, arredores de Paris.

A BEA ocupou-se das duas caixas negras do aparelho, a que regista os parâmetros técnicos do voo e a que grava as conversações na cabina, enquanto a identificação dos 150 mortos esteve a cargo do Instituto de investigação criminal da Guarda nacional francesa (IRCGN).

As primeiras conclusões apontam para uma ação deliberada do copiloto, o alemão Andreas Lubitz (27 anos), que estava de baixa médica nesse dia e em tratamento psiquiátrico há algum tempo, como foi revelado posteriormente.

No relatório preliminar divulgado em maio de 2015, refere-se que Lubitz tinha ensaiado a manobra horas antes, durante o voo de ida, o que reforça a tese de que a queda do avião, provocada quando se dirigia de Barcelona para Düsseldorf, foi premeditada.

O BEA sublinhou ainda nesse documento que o copiloto estava consciente durante a manobra suicida, e que inclusivamente acelerou para a tornar mais rápida. Ignorou ainda os avisos de controlo aéreo e as ordens vindas do exterior da cabine para que abrisse a porta.

A cerimónia oficial de despedida das vítimas, com a inumação dos restos humanos que não puderam ser identificados, decorreu em 24 de julho em Le Vernet, a localidade mais próxima do local do sinistro.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.