Duarte Freitas diz que Governo Regional está a pôr em causa estado social

Duarte Freitas diz que Governo Regional está a pôr em causa estado social

 

Lusa/AO Online   Regional   2 de Jun de 2015, 07:51

O presidente do PSD/Açores, Duarte Freitas, disse na segunda-feira que o Governo Regional socialista está a pôr em causa o estado social na região, dando como exemplo as "desastrosas políticas na saúde"".

 

"Ninguém põe tanto em causa o estado social no nosso Portugal como o Governo Regional socialista aqui, com os cortes que está a fazer na saúde, que é o maior retrocesso da história no âmbito dos cuidados de saúde", disse Duarte Freitas, na segunda-feira à noite, no âmbito da iniciativa "Roteiros da mudança", que está a levar a todas as ilhas do arquipélago.

Para o líder do PSD/Açores, as "desastrosas políticas na saúde" exemplificam a forma como a coesão regional e social no arquipélago "está a ser destruída pelo atual Governo Regional", que levou a cabo uma reforma neste setor "feita a pensar em cortar, cortar, cortar e não em melhorar ou, pelo menos, manter o que de bom estava a ser feito".

"Naquilo que foram conquistas das nossas populações como a proximidade, a deslocação de especialistas ou o acesso a exames de diagnóstico sabemos todos que estamos a voltar atrás de uma forma muitas vezes cruel para muitos açorianos", acrescentou.

Duarte Freitas lembrou que o Governo da República saneou em 2000 as dívidas do Serviço Regional de Saúde dos Açores, que hoje volta a apresentar "um buraco", com "responsabilidades financeiras futuras" superiores a mil milhões de euros.

As mudanças introduzidas na saúde nos últimos dois anos tiveram como justificação a necessidade de resolver este problema da dívida, sublinhou o dirigente social-democrata, que acrescentou que, no entanto, além de o problema financeiro permanecer, os açorianos têm hoje "piores cuidados de saúde".

Duarte Freitas acrescentou que "infelizmente", esta situação "não se resume à saúde" e considerou que também a política de transportes marítimos nos Açores é "um desastre".

"Com um governo do PSD/Açores liderado por mim, se houver um incidente num porto haverá alguém para explicar e assumir responsabilidades", disse Duarte Freitas, que condenou ainda o executivo socialista açoriano de ter aumentado os impostos sobre os combustíveis "à socapa".

Para Duarte Freitas, os Açores precisam de uma "governação transparente", com "cultura de ambição e responsabilidade", após quase 20 anos de executivos socialistas, que considerou estarem cansados e sem soluções e serem a origem da “desesperança e aflição” que se vive nas ilhas.

“Quem olhar para os discursos dos governantes [dos Açores] de agora e de há dez anos verifica que são quase iguais. Os discursos e os governantes. Ontem como hoje falavam em saúde, em mais e melhores transportes e até em aproveitar o potencial do mar e da agricultura”, afirmou.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.