Cuba

Dissidente Farinas recusa oferta de asilo em Espanha


 

Lusa / AO online   Internacional   9 de Mar de 2010, 15:02

O dissidente cubano Guillermo Farinas, em greve de fome há 12 dias, disse na segunda-feira ter recusado uma oferta para se exilar em Espanha, que lhe foi transmitida por um diplomata espanhol a pedido de Havana.
"O conselheiro político da Embaixada de Espanha, Carlos Perez-Desoy, informou-me que o governo cubano tinha pedido ao governo espanhol para me acolher em Espanha", disse o jornalista de 48 anos, em contacto telefónico com a AFP, depois de ter recebido pela segunda vez em sua casa, desde sexta-feira, o diplomata espanhol.

"Recusei, explicando-lhe que nunca quis exilar-me, que o meu objectivo é conseguir a libertação de 26 irmãos" presos políticos com problemas de saúde, declarou Farinas, adiantando ter pedido a Madrid "para oferecer asilo" a esses presos doentes.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.