Director-geral da OMC alerta para proteccionismo


 

Lusa / AO online   Economia   18 de Jan de 2010, 10:24

O director-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC) alertou esta segunda-feira para o eventual reforço do proteccionismo na sequência da degradação do mercado de trabalho e aumento do desemprego.
"As pressões proteccionistas e a procura do proteccionismo estão claramente relacionadas com a situação no mercado de trabalho que conhecemos há meses. E é possível que nos próximos um a dois anos a situação se deteriore", disse o director-geral da OMC, Pascal Lamy.

O responsável frisou que "é preciso ser extremamente vigilante" e "continuar a resistir a este proteccionismo", acrescentando que perante a presente situação "é imperativo que as negociações para a liberalização do comércio do ciclo de Doha sejam concluídas".

"Oitenta por cento do trabalho está feito. E é tecnicamente possível completar o processo este ano", disse.

O ciclo de Doha, lançado na capital de Qatar no final de 2001, assentou em disputas entre países desenvolvidos e em vias de desenvolvimento relativas a medidas para reduzir as barreiras ao comércio de bens e serviços.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.