Detida mulher na Guatemala que raptou criança e a vendeu a família belga em 1984


 

Lusa/AO online   Internacional   5 de Ago de 2014, 11:00

As forças de segurança da Guatemala uma mulher de 56 anos acusada de sequestrar uma menina de quatro anos em 1984 e posteriormente vendê-la a uma família da Bélgica, revelou fonte oficial.

 

A mulher, identificada como Rosario Colop Chim, foi detida na sua casa na povoação do município de Catarina, na província de San Marcos, a sudoeste da capital, revelou Polícia Nacional Civil.

A criança, sequestrada em 1984 em Quetzaltenango, oeste do país, é presumivelmente Dolores María Preat, de 34 anos e nacionalidade belga, confirmou a Fundação Sobreviventes, uma organização de acompanhamento humano e profissional às mulheres vítimas de violência.

De acordo com a mesma entidade, a jovem regressou em 2011 à Guatemala para procurar os seus pais biológicos depois de viver desde os quatro anos com uma família belga que nunca ocultou que era adotada.

Depois de testes ADN foi confirmado que foi raptada em criança e vendida à família belga.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.