Desfribrilhadores em espaços públicos

Desfribrilhadores em espaços públicos

 

Lusa/AO Online   Nacional   29 de Ago de 2010, 08:29

Um ano após a publicação do diploma sobre a disponibilização de desfibrilhadores automáticos externos em espaços públicos, o INEM licenciou cinco programas, a que correspondem 15 aparelhos, mas algumas entidades consideram o processo excessivamente burocrático.

Excluídos estão os desfibrilhadores automáticos externos (DAE) operados por médicos, pois o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) apenas contabiliza os que estão ao abrigo dos programas que licencia (e que são manobrados por leigos com formação facultada pelo INEM ou por uma entidade formativa que ele tenha acreditado).

Do total de aparelhos, dez estão em Guimarães, dois em Lagoa e os restantes no Porto, Lisboa e Setúbal.

Em Guimarães, no âmbito do programa de desfibrilhação automática externa dos Rotários locais, "estão colocados na central de camionagem, em viaturas da polícia municipal, no pavilhão desportivo do Vitória de Guimarães. Há também um aparelho no Instituto Superior de Engenharia do Porto e dois na Fatasul, um recinto de feiras e exposições muito movimentado, em Lagoa", revelou o presidente do INEM, Abílio Gomes.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.