Saúde

Descoberta variação genética que protege contra o alcoolismo


 

Lusa/AO online   Internacional   20 de Out de 2010, 18:38

Investigadores norte-americanos descobriram uma variação genética que protege contra o alcoolismo, abrindo potencialmente o caminho a tratamentos preventivos, segundo um estudo divulgado.
Esta variante do gene CYP2E1 está ligada à reacção ao álcool. Em 10 a 20 por cento das pessoas com esta característica genética, alguns copos de álcool são suficientes para fazê-los sentir mais bêbedos do que o resto da população.

Estudos anteriores demonstraram que os indivíduos que têm fortes reacções a pequenas quantidades de álcool têm um risco menor de se tornar alcoólicos, mas a origem genética desta reacção não era clara.

"Nós encontramos um gene que protege contra o alcoolismo e, além disso, tem um efeito muito poderoso", disse Kirk Wilhelmsen, professor de Genética na Universidade da Carolina do Norte e principal autor do estudo, publicado na edição online da revista "Alcoholism: Clinical and Experimental Research".

Mas, sublinhou, "o alcoolismo é uma doença muito complexa e há muitas razões complicadas pelas quais as pessoas bebem e os efeitos desta variante genética podem ser apenas uma dessas razões".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.