Derrapagens em escolas davam para construir estabelecimento nas Capelas

Derrapagens em escolas davam para construir estabelecimento nas Capelas

 

Lusa/AO online   Regional   30 de Mai de 2016, 18:02

O líder do PSD/Açores afirmou que o dinheiro gasto em trabalhos a mais em escolas do arquipélago daria para construir de raiz uma escola nas Capelas, concretizando assim uma ambição da comunidade escolar.

“Esta escola remodelada poderá custar cerca de oito milhões de euros, uma escola nova poderia custar entre 12 a 14 milhões de euros. Quer um valor quer outro, se calhar, é menos do que se gastou em trabalhos a mais noutras escolas dos Açores”, afirmou Duarte Freitas aos jornalistas, apontando o caso da escola da Ponta Garça.

O líder do maior partido da oposição nos Açores falava depois de uma reunião com os novos dirigentes da Associação de Pais e encarregados de educação de alunos da Escola das Capelas, no concelho de Ponta Delgada, na ilha de São Miguel.

Em fevereiro, numa sessão nesta escola, o secretário regional da Educação, Avelino Meneses, rejeitou a construção de um novo estabelecimento, contrapondo com uma “intervenção profunda” no atual edifício.

Posteriormente, cerca de 500 pessoas, entre alunos, pais e professores, manifestaram-se à porta do estabelecimento de ensino para reivindicarem a construção de raiz do estabelecimento de ensino.

O líder do PSD/Açores referiu que a “falta de cumprimento de compromissos” assumidos pelo Governo Regional socialista deixou todos “surpreendidos”, comprometendo-se, caso o PSD vença as eleições regionais deste ano, a “construir uma nova escola para esta comunidade educativa”.

“Desde 2007 que esta comunidade educativa tem a expectativa da existência de uma nova escola. Depois na carta de obras públicas 2013 – 2016 consta a construção da nova escola das Capelas. Também no plano e orçamento para 2016 está prevista a construção de uma nova escola”, recordou Duarte Freitas, que é deputado no parlamento açoriano.

No início do mês, o secretário regional da Educação dos Açores anunciou que o concurso público para requalificar a escola das Capelas, cuja comunidade escolar reclama uma construção de raiz, vai ser lançado, “seguramente”, este ano.

No final da reunião da Comissão Permanente de Assuntos Sociais, na delegação do parlamento regional em Ponta Delgada, Avelino Meneses disse aos jornalistas que o lançamento do concurso para a realização da empreitada será lançado nesta legislatura.

“Eventualmente, em finais de junho, começo de julho, teremos um projeto” que possibilitará a apresentação pública da solução arquitetónica. “Depois, juntando a esse projeto as devidas especialidades, ficaremos em condições de lançar o concurso público para a realização da empreitada”, disse o governante.

O presidente da associação de pais da escola das Capelas, Vitor Almeida, disse hoje aos jornalistas que estudam neste estabelecimento de ensino, com 30 anos, cerca de 700 alunos, insistindo que não vão abdicar da construção de uma nova escola.

“Não faz sentido construir novo por cima do velho”, considerou Vitor Almeida, revelando que apesar de mais nenhum partido ter pedido para se reunir com a associação, será esta a endereçar os convites para o efeito.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.