Deputados do PSD/Madeira elogiam política de valorização das florestas do Governo Regional

Deputados do PSD/Madeira elogiam política de valorização das florestas do Governo Regional

 

AO Online/ Lusa   Economia   2 de Jun de 2018, 21:02

O deputado regional do PSD/Madeira Rómulo Coelho realçou este sábado a política de preservação e valorização da floresta e dos seus espaços de lazer e lúdicos do Governo Regional da Madeira em prol da população e dos turistas.

"A região tem uma marca própria na sua vegetação e paisagem que tem de ser muito bem preservada e valorizada para que todos possam desfrutar dela e aqueles que nos visitam fiquem atraídos e votem cá frequentemente", disse, no final das Jornadas Temáticas do Grupo Parlamentar do PSD sobre "Valorização e utilização dos espaços florestais".

Considerando estes espaços "nichos potenciadores" da atividade económica da região, Rómulo Coelho realçou, sem o enumerar, o investimento feito pelo Governo Regional na exploração de atividades desportivas como o canyoning (desporto radical que utiliza as técnicas de escalada para exploração de ravinas, desfiladeiros e quedas de água) ou o BTT.

Os deputados do PSD na Assembleia Legislativa da Madeira estiveram hoje no percurso de BTT no Poiso com o objetivo de se inteirarem das atividades desportivas em espaços florestais e no Percurso Recomendado 22 - Vereda do Chão dos Louros - São Vicente para avaliar a importância histórica, cultural e beleza natural dos percursos recomendados e aferir dos trabalhos de recuperação e manutenção dos mesmos.

Na sexta-feira, os deputados visitaram o Ovil do Boeiro, no Chão das Aboboreiras, onde pretenderam provar que existe gado nas serras da região mas numa apascentação ordenada e no Viveiro da Casa Velha, um dos cinco existentes na Madeira onde são produzidas 200.000 plantas, 80% endémicas, que são utilizadas na reflorestação da região.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.