Deputados do PS na AR reafirmam solidariedade nacional aos Açores

Deputados do PS na AR reafirmam solidariedade nacional aos Açores

 

AO/Lusa   Regional   26 de Jun de 2016, 13:47

O líder parlamentar do PS, Carlos César, reafirmou hoje a solidariedade nacional ao arquipélago dos Açores, frisando "o momento muito realizador" no atual relacionamento entre os Governos da República e Regional.

 

O presidente da bancada socialista falava após uma audiência com o presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro, durante as jornadas parlamentares, que decorrem nos Açores sobre a autonomia como fator de desenvolvimento, frisando que os deputados do PS na Assembleia da República reafirmaram a disponibilidade para apoio à região.

"E foi isso que quisemos transmitir, reafirmando a nossa disponibilidade de apoio, tal como fizemos no Orçamento de 2016 para no Orçamento de 2017 continuar a defender com todo o vigor aquilo que entendemos que é justo que uma Região como a Região Autónoma dos Açores disponha no plano nacional", afirmou Carlos César, salientando o "esforço" desenvolvido pelo Governo dos Açores em "diversos campos da sua atuação".

Carlos César, que foi presidente do Governo Regional dos Açores (1996-2012), salientou ainda o fato de as Jornadas Parlamentares do PS discutirem temáticas que “estão muito ligadas ao progresso que os Açores têm sentido nas últimas décadas”, com a agricultura, a economia do mar, pescas, turismo e questões europeias.

"Nós poderíamos ter apoios do Governo da República, poderíamos ter apoios das instituições europeias, podíamos ter fundos disponibilizados para os Açores, mas se não tivéssemos uma boa governação os resultados seriam dificilmente positivos e é isso que hoje acontece e de que nos orgulhamos muito que aconteça nos Açores", sustentou o presidente do PS.

Este "progresso encontra fundamentos na existência de um regime de governo próprio, nos resultados da nossa integração europeia e da solidariedade que daí adveio, da solidariedade nacional que tem tido as suas intermitências, mas que hoje encontra na cooperação entre o atual Governo Regional e Governo da República um momento muito realizador e também no desempenho das instituições regionais”, acrescentou.

O presidente do Governo Regional dos Açores salientou a importância da visita, porque permite "um conhecimento mais direto e imediato" da realidade açoriana, considerando também que a deslocação dos deputados do PS, assume importância para os órgãos de governo próprio da região, porque "dá provas de um respeito e consideração pela Autonomia dos Açores”.

Vasco Cordeiro considerou também que o encontro permitiu “passar em revista o ponto de situação de um conjunto de aspetos” nos quais o grupo parlamentar do PS na Assembleia da República “tem tido um papel absolutamente essencial e que são matérias de “extrema relevância para a região”.

O chefe do executivo açoriano especificou o caso do acesso dos açorianos, em igualdade de circunstâncias com os cidadãos de outras partes do país, ao Serviço Nacional de Saúde, assim como a situação do setor leiteiro e do processo da Base das Lajes, ilha Terceira.

"A grande vantagem do entendimento que o grupo parlamentar do PS na Assembleia da República tem dado provas é exatamente o fato de uma atenção que em muitos casos dispensa momentos específicos de pedidos, mas que, no fundo, é o acompanhamento e o detetar no imediato daqueles que vão sendo os desafios com que a região vai sendo confrontada e que dependem também de uma intervenção da Assembleia da República. Essa é uma vantagem confesso e é algo inédito", sustentou Vasco Cordeiro, que é também líder do PS/Açores.

O grupo parlamentar do PS está a realizar em várias ilhas dos Açores as suas Jornadas Parlamentares dedicadas à “Autonomia, fator de desenvolvimento”.

As jornadas terminam segunda-feira, em Ponta Delgada, no Teatro Micaelense, com a presença do secretário-geral socialista e primeiro-ministro, António Costa.

 

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.