Deputado marroquino assassinado em Casablanca


 

Lusa/Açoriano Oriental   Internacional   8 de Mar de 2017, 11:19

Um deputado marroquino foi assassinado a tiro esta terça-feira à noite em Casablanca e um suspeito foi detido pouco depois, de acordo com a polícia marroquina.

Abdellatif Merdas, 53 anos, foi atingido na noite passada quando conduzia a sua viatura de serviço não muito longe da sua residência, no bairro Califórnia, com três disparos de uma arma de caça, um deles na cabeça, de acordo com os meios de comunicação locais.

O assassino - ou assassinos -, que circulava num veículo com matrícula estrangeira, conseguiu escapar, ainda segundo os meios locais.

Entretanto, a Direção Geral da Segurança Nacional (DGSN, polícia) anunciou esta manhã, em comunicado, a detenção de um suspeito.

“Este indivíduo, com antecedentes criminais, é suspeito de estar envolvido no homicídio voluntário com arma de fogo que custou a vida de um deputado na noite de terça-feira”, precisou a DGSN através de um comunicado, divulgado pela agência marroquina de notícias, MAP.

Abdellatif Merdas era deputado da União Constitucional (UC), partido liberal, pela circunscrição de Bem Ahmed-Settat, a sudeste de Casablanca.

Os homicídios com armas de fogo são raros em Marrocos, onde poucas armas circulam ilegalmente. São mais comuns os incidentes com armas brancas, relacionados sobretudo com a pequena criminalidade.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.