Trânsito

Dando as voltas ao problema de fazer uma rotunda a direito

Dando as voltas ao problema de fazer uma rotunda a direito

 

Francisco Cunha   Regional   1 de Ago de 2010, 13:52

A má construção das rotundas, a falta de formação dos condutores mais velhos e algum facilitismo dos que se sentam ao volante, estão na origem da inaptidão de alguns deles ao abordarem correctamente uma rotunda.

No geral, são mais os sustos nas rotundas do que acidentes.  A PSP registou nas rotundas em Ponta Delgada 35 acidentes, com um ferido ligeiro, valor baixo tendo em conta o universo geral de acidentes na cidade.
Curiosamente, alguns dos condutores inquiridos pelo AO dizem saber que estão a fazer  a rotunda mal, mas fazem-no assim porque acham mais seguro fazê-lo erradamente, sempre na mesma via, do que arriscar embater ao fazer uma mudança de direcção.

 

Leia esta reportagem na íntegra na edição impressa deste Domingo do Açoriano Oriental, dia 1 de Agosto de 2010


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.