Idosos

Cruz Vermelha defende necessidade de o Estado apoiar envelhecimento saudável


 

Lusa/AO online   Nacional   24 de Nov de 2010, 17:14

A Cruz Vermelha Portuguesa (CVP) defendeu que o Estado deve apoiar o envelhecimento saudável dos idosos, preconizando um “olhar para as necessidades individuais de cada um”, em vez de “dar receitas que dão para todos”.
“Há muitos idosos que não têm um envelhecimento saudável porque não têm dinheiro para suprimir as suas necessidades. Com os baixos rendimentos, não podem comprar os seus remédios e ter alimentação que deviam ter”, referiu a vice-presidente da organização, Cristina Louro.

A responsável falava à agência Lusa a propósito das jornadas transfronteiriças da Cruz Vermelha Portuguesa e da sua congénere espanhola, que decorrem na quinta-feira no Palácio de D. Manuel, em Évora, sob o lema “Promover o envelhecimento saudável”.

Reunindo cerca de 150 participantes, a iniciativa vai debater temas como “As políticas públicas no envelhecimento”, as “Boas práticas da CVP para o envelhecimento activo” e “O Sistema público de cuidados continuados” e promover a troca de boas práticas no apoio aos idosos e à sua integração na sociedade.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.