Crédito malparado das famílias e empresas desce em setembro

Crédito malparado das famílias e empresas desce em setembro

 

Lusa/AO online   Economia   8 de Nov de 2016, 11:06

O crédito malparado das famílias e das empresas diminuiu para 17.784 milhões de euros em setembro face ao mês anterior, representando 9,05% do total dos empréstimos concedidos, segundo divulgou hoje o Banco de Portugal (BdP).

 

De acordo com números divulgados hoje pelo banco central, no final de setembro, o total de empréstimos concedidos pela banca às famílias e às empresas totalizava 196.428 milhões de euros, dos quais 17.784 milhões de euros eram considerados créditos vencidos, o equivalente a 9,05% do total dos empréstimos.

No mês anterior, em agosto, o crédito de cobrança duvidosa das famílias e das empresas tinha subido ligeiramente para 18.031 milhões de euros, representando na altura 9,16% dos 196.778 milhões de euros concedidos.

A diminuição de 247 milhões do montante de crédito malparado entre os dois meses deveu-se, sobretudo, à diminuição dos empréstimos vencidos nas empresas, que recuaram de 12.960 milhões de euros em agosto para 12.772 milhões de euros em setembro.

Em setembro, o crédito de cobrança duvidosa nas empresas passou a representar 16,27% do total de 78.478 milhões de euros de empréstimos concedidos, quando no mês anterior significava 16,48% dos 78.636 milhões de euros emprestados pela banca.

Já quanto aos créditos atribuídos às famílias houve uma ligeira diminuição, de 59 milhões de euros, do malparado em setembro face a agosto, que desceu para 5.012 milhões de euros, passando a representar 4,24% do total de 117.950 milhões de euros emprestados pela banca às famílias.

No final de agosto, o crédito de cobrança duvidosa nas famílias totalizava 5.071 milhões de euros, o que representava 4,29% do total concedido (118.142 milhões de euros).

Dos empréstimos a particulares, 95.792 milhões de euros correspondiam a créditos à habitação em setembro, dos quais 2,72%, ou seja, 2.606 milhões eram de cobrança duvidosa, o que representa uma ligeira subida face a agosto (em percentagem do total concedido).

Nesse mês, os créditos malparados à habitação totalizavam 2.608 milhões de euros e 2,71% do total concedido pela banca a particulares para este fim (95.999 milhões de euros).

O montante emprestado pela banca para consumo das famílias atingiu 12.986 milhões de euros no final de setembro, dos quais 7,45%, ou seja, 968 milhões de euros correspondiam a crédito malparado, o que revela um aumento face ao mês anterior.

Em agosto, no crédito ao consumo representava 7,41% do total concedido, ou seja, 955 milhões de euros dos 12.877 milhões de euros concedidos.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.